Na estratégia e com sorte, Thiago Camilo vence em Salvador

Na estratégia e com sorte, Thiago Camilo vence em SalvadorLargando em sétimo, Camilo conquista mais um topo de pódio (Fernanda Freixosa/Vicar)

Ele não precisava, já tinha a liderança do campeonato assegurada. Mas Thiago Camilo mostrou espírito vencedor e venceu a oitava etapa da Copa Caixa Stock Car realizada no final da manhã deste domingo no circuito de rua de Salvador. O piloto da equipe Ipiranga RCM Motorposrt adotou uma estratégia de parar para o reabastecimento nas primeiras voltas e aproveitou os pontos de ultrapassagem para faturar sua terceira vitória na temporada, a décima na carreira. Max Wilson, da Eurofarma RC e Átila Abreu, da AMG Motorsport, completaram o pódio da corrida que definiu os dez pilotos que irão disputar o título nas quatro últimas etapas.

A corrida começou bem movimentada. Logo na primeira volta Max Wilson e Cacá Bueno já passaram o pole Ricardo Sperafico, que caiu para a terceira posição. A briga pela vice-liderança que prometia ser acirrada começou a dar as caras. Em uma ultrapassagem por fora, Cacá assumiu a liderança. Muitos pilotos aproveitaram as primeiras voltas para realizar o reabastecimento apostando na entrada do carro de segurança, que já tinha entrado na pista por duas vezes antes da prova completar dez voltas devido a acidentes isolados com Julio Campos e Marcos Gomes.

Após todos os carros realizarem a parada para reabastecimento, quem mostrou ter adotado a melhor estratégia, foi Thiago Camilo, que assumiu a liderança da corrida a partir da 26ª volta seguido por Max Wilson e Átila Abreu, Tuka Rocha, Luciano Burti e Ricardo Zonta. Esses dois últimos brigavam por uma vaga na Superfinal, mas somente Burti assegurou sua vaga. Com uma ultrapassagem na última volta, Allam Khodair também colocou seu nome na fase decisiva, tirando Duda Pamplona da disputa. Ambos empataram em pódio, mas o segundo lugar no pódio em Campo Grande de Khodair o colocou na Superfinal.

Em todas as suas vitórias na temporada 2011 da categoria, Thiago Camilo largou na sétima posição e cruzou a linha de chegada na frente. O líder do campeonato brincou e pediu para sempre sair na colocação da sorte. “Acho que vou propor para não fazer o classificatório e pedir para largar sempre em sétimo, porque está dando sorte. Nós chegamos a Salvador sem chance de perder a liderança e conseguimos trabalhar no carro. Essa situação no campeonato ajudou muito a exercer essa estratégia”.

Mas não foi somente a estratégia que ajudou o piloto a sair vitorioso. Como todo bom vencedor, ele contou com a sorte para se juntar a Cacá Bueno e Átila Abreu como os únicos vencedores do circuito de rua da categoria. “Arriscamos tudo e caso não tivesse os dois carros de segurança, não conseguiria terminar a prova por falta de combustível. Aqui para mim só interessava a vitória, porque qualquer outro resultado seria descartável. Dei sorte de logo quando saí do Box o Marcos Gomes bateu e o carro de segurança entrou. Mas o momento decisivo da corrida foi quando o Max estava na minha frente e se enroscou com o Alceu Feldmann e consegui ultrapassá-los  sem usar o recurso do push to pass”.

Com a liderança para a Mobil Super Final, Thiago Camilo sabe que começará uma nova fase onde uma vitória e a regularidade nas quatro últimas corridas são importantes. “Agora a regra do campeonato fica muito igual, mas não vou ficar reclamando que não gosto deste sistema. A regra é igual para todo mundo, vamos trabalhar para mais vitórias, temos adversários fortes e com pés no chão e humildade vamos dar seqüência a esse trabalho que está sendo muito bom”. (Eduardo Mantovani)