Brasil atinge meta: 95% das crianças vacinadas

 

Campanha nacional alcança meta de cobertura de imunização de 95% do público-alvo em 15 estados: 13, 4 milhões foram vacinadas. Vacinação pode continuar nas outras unidades federativas

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite alcançou a meta de 95% de imunização das 14,1 milhões de crianças que formam o público-alvo. Ao todo, 13,4 milhões de pessoas de até 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade receberam as duas gotinhas que garantem a imunidade contra a paralisia infantil. Em 15 estados a meta foi atingida e nos outros a vacinação poderá continuar até que a cobertura ideal seja alcançada. Em 15 estados a meta foi atingida: Acre, Amapá, Rondônia, Alagoas, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Espírito Santo, Minas gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Goiás. Nos demais,  a vacinação poderá continuar até que a cobertura ideal seja alcançada.

A paralisia infantil é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que atinge principalmente crianças de até cinco anos. É caracterizada por quadro de paralisia flácida de início súbito, principalmente nos membros inferiores. Sua transmissão ocorre pelo Poliovírus, que entra pela boca. Ele é carregado pelas fezes e gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro da pessoa contaminada. Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças em um mesmo local favorecem a transmissão.

O Ministério da Saúde repassou 21,2 milhões de doses da vacina para as secretarias estaduais e municipais de saúde. Além disso, o Ministério da Saúde repassou R$ 37,2 milhões, por meio do Fundo Nacional de Saúde, aos fundos dos estados e dos municípios para operacionalização das campanhas.

ELIMINAÇÃO – O último caso da doença no país foi registrado em 1989, na Paraíba. Em 1994, o Brasil recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da doença. Embora não haja circulação do vírus em território nacional, neste ano, 16 países registraram casos de paralisia infantil e, em três deles, a doença é endêmica: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. Para evitar a reintrodução do vírus no Brasil, é fundamental a manutenção da vacinação.

A aplicação das gotinhas tem como objetivo manter o Brasil na condição de país certificado internacionalmente para a erradicação da poliomielite, estabelecendo proteção coletiva com a vacinação de todas as crianças menores de cinco anos no mesmo período. Esta estratégia também permite a disseminação do vírus vacinal no meio ambiente, ajudando a criar a imunidade de grupo. É importante ressaltar que não existe tratamento para a pólio, apenas a prevenção por meio da vacina.

UF

Total

Meta

Doses

Cob.

AC

81.351

78.155

96,07

AM

376.280

295.666

78,58

AP

70.700

69.994

99

PA

736.683

687.709

93,35

RO

129.844

126.591

97,49

RR

47.819

43.637

91,25

TO

124.688

112.113

89,91

NORTE

1.567.365

1.413.865

90,21

AL

276.467

266.014

96,22

BA

1.080.715

970.021

89,76

CE

656.647

622.122

94,74

MA

640.579

625.842

97,7

PB

295.190

286.530

97,07

PE

696.028

664.932

95,53

PI

254.147

236.234

92,95

RN

241.152

219.906

91,19

SE

173.528

169.521

97,69

NORDESTE

4.314.453

4.061.122

94,13

ES

250.250

247.728

98,99

MG

1.284.628

1.235.162

96,15

RJ

1.030.026

1.020.515

99,08

SP

2.818.614

2.684.317

95,24

SUDESTE

5.383.518

5.187.722

96,36

PR

729.410

722.936

99,11

RS

658.728

622.159

94,45

SC

411.967

415.734

100,91

SUL

1.800.105

1.760.829

97,82

DF

202.083

187.302

92,69

GO

440.856

439.493

99,69

MS

195.136

179.627

92,05

MT

244.666

217.059

88,72

C.OESTE

1.082.741

1.023.481

94,53

BRASIL

14.148.182

13.447.019

95,04

 

Por Murilo Caldas, da Agência Saúde.
Atendimento à Imprensa
(61) 3315 3580 e 3315-6266