EMBASA contrata mais de R$ 680 milhões para obras


A Empresa de Águas e Saneamento (Embasa) contratou nesta segunda-feira (16), pela segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), do governo federal, recursos da ordem de R$ 680 milhões destinados à realização de 44 obras e elaboração de oito novos projetos de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Desse total, R$ 345,6 milhões serão destinados a 23 obras de implantação e ampliação de sistemas de abastecimentos de água, além de cinco projetos de abastecimento, e outros R$ 334,4 milhões para aplicação em 21 obras e três projetos de esgotamento sanitário. O presidente da Embasa, Abelardo Oliveira, assinou, na sede da empresa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), os contratos de financiamento com a Caixa Econômica Federal para o início das obras.

Dentre as grandes obras previstas nessa contratação está a duplicação da adutora de água tratada da Estação de Tratamento Principal do sistema integrado de abastecimento de Salvador. A obra, que terá investimento de R$ 67,9 milhões, beneficiará três milhões de moradores de Salvador, Simões Filho e Lauro de Freitas.

Ainda na capital, o reservatório de Cajazeiras terá capacidade duplicada para atender bairros densamente povoados como Piatã, Itapuã, Mussurunga e São Cristovão, além de áreas que crescem em ritmo acelerado como Stella Maris e Avenida Paralela.

Outros reservatórios serão construídos e recuperados para ampliar o abastecimento na região de Brotas e Cosme de Farias. Esses investimentos somam R$ 17,5 milhões e beneficiarão 1,1 milhão de pessoas. Ainda na Região Metropolitana de Salvador (RMS), na sede municipal de Camaçari, a empresa vai aplicar R$ 53,2 milhões no aumento da oferta de água e na ampliação do atendimento com o serviço de esgotamento sanitário para mais 24 mil habitantes.

Prossegue a construção da Adutora do São Francisco

Grandes e pequenos municípios serão beneficiados com essas ações. Em Feira de Santana, o investimento de mais de R$ 100 milhões reforçará o abastecimento de água na cidade e também ampliará a cobertura de esgotamento sanitário, contemplando mais de 87 mil habitantes. A Embasa garantiu mais R$ 60,5 milhões para dar prosseguimento às obras da terceira etapa de construção da Adutora do São Francisco com a finalidade de beneficiar a região de Irecê.

Ainda no interior, obras para ampliar a oferta de água chegarão a Amélia Rodrigues, Andorinha, Nova Canaã, Santo Estevão, Saubara, Guajeru, Itambé, Jussiape, Santa Brígida, Sátiro Dias e Planaltino. Obras de esgotamento serão realizadas em Itaberaba, Baixa Grande, Governador Mangabeira, Irajuba, Iraquara, Caravelas, Ipirá, Conde, Iaçu e Rio Antônio. Em Jacobina, o serviço de esgoto chegará a outras 35 mil pessoas

Recursos da Funasa para abastecimento de cidades pequenas

Em municípios com menos de 50 mil habitantes, que integram o Grupo 3 da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2), a Embasa vai investir R$ 140,3 milhões, entre recursos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e próprios da empresa. Em obras de abastecimento de água, previstas para 13 municípios, serão aplicados R$ 26,9 milhões. Já as obras de implantação de sistemas de esgotamento sanitário, em 12 cidades, envolveram R$ 117,2 milhões.

A ampliação do sistema integrado de abastecimento de água da cidade de Boa Nova, no sudoeste do estado, vai garantir o atendimento das demandas da sede municipal e de 17 localidades da zona rural até 2.028, com fornecimento regular de água de boa qualidade. Quando entregue, a obra beneficiará cerca de 9.200 pessoas.

Também serão ampliados os sistemas de água de Guageru, Itambé, Itiruçu, Jussiape e Planaltino (sudoeste baiano); São José da Vitória (sul), Morpará (oeste), Santa Brígida e Sátiro Dias (nordeste). A implantação de sistema de abastecimento de água está prevista nas cidades de Castro Alves, na microrregião de Santo Antônio de Jesus, Lage (baixo sul) e Macaúbas (oeste).

As cidades de Conceição de Feira, Baixa Grande, Macajuba, Iraquara, Itiúba e Jaguarari (centro-norte), Irajuba, Brotas de Macaúbas e Ibipitanga (sudoeste), Cipó e Nova Fátima (nordeste) e Governador Mangabeira, na microrregião de Santo Antônio de Jesus, receberão obras de implantação de sistemas de esgotamento sanitário que vão garantir saúde e qualidade de vida para 106 mil moradores dos municípios.