Complexo eólico amplia capacidade energética na Bahia

Com o espaço totalmente lotado, o governador Jaques Wagner participou, nesta quinta-feira (20), da cerimônia de inauguração do Complexo Eólico Brotas de Macaúbas, na Chapada Diamantina, capaz de produzir energia suficiente para iluminar uma cidade do porte de Vitória da Conquista, terceira maior cidade da Bahia.

Emocionado, o governador Wagner ressaltou, em seu discurso, a importância que as Centrais Geradoras Eólicas Macaúbas, Novo Horizonte e Seabra, que, juntas, formam o Parque Eólico de Brotas de Macaúbas, representam para os moradores da região, promovendo mais emprego, renda e mais qualidade de vida.

Mais de 270 famílias e cerca de nove comunidades foram contempladas com melhorias de acessos viários (recuperação de 35 quilômetros de estrada vicinal), programas de capacitação profissional e desenvolvimento cultural, em parceria com a prefeitura do município e o Governo do Estado.

O parque tem 95 megawatts de capacidade instalada e um total de 57 turbinas eólicas em operação. “O potencial eólico baiano, aliado às condições oferecidas pelo nosso governo, fazem da Bahia um estado protagonista na geração de energias limpas”, disse Wagner. Instalado na Serra da Mangabeira, as torres do parque têm altura equivalente a um prédio de 18 andares. Em movimento, as pás do catavento alcançam altura próxima a um edifício de 30 andares, representando 120 metros de altura.

O Complexo Eólico, da Desenvix Energias Renováveis S.A., empresa controlada pelo Grupo Engevix, pela norueguesa SN Power e pela Funcef, é formado por 57 turbinas, distribuídas pelos municípios de Brotas de Macaúbas, Novo Horizonte e Seabra. A empresa investiu R$ 425 milhões no empreendimento, dos quais R$ 268 milhões financiados pelo Banco do Nordeste do Brasil. Texto Agecom/BA. Fotos: Manu Dias/SECOM