Três cidades no Piauí continuam sem prefeito

Batalha, Simões e Isaías Coelho ainda aguardam novas eleições.
O TRE ainda não apreciou ações que pedem cassação dos eleitos.

Perto de completar um mês sob nova administração, três cidades do Piauí continuam sem prefeitos. Nos municípios de Batalha, Simões e Isaías Coelho, a prefeitura está na responsabilidade do presidente da Câmara Municipal. Nos três casos os prefeitos eleitos tiveram o registro cassado pela Justiça Eleitoral.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral no Piauí (TRE), uma nova eleição será marcada para a cidade de Batalha. A prefeita eleita Teresinha de Jesus Lages (PSB) ficou impossibilitada de assumir a prefeitura, após ter o registro cassado. Segundo o TRE, enquanto candidata ela não se afastou do cargo de assessora da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), o que causou a sua inelegibilidade.

Na cidade de Simões, o prefeito eleito Edilberto Abdias de Carvalho (PSB), teve a candidatura cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral. O TSE entendeu que caso assumisse o cargo, seria o terceiro mandato de Edilberto. Em 2004, ele foi eleito para o cargo de vice-prefeito do município, substituindo o então prefeito, Joaquim José de Carvalho, em razão de licença e no mesmo ano foi eleito para o mandato que encerrou em dezembro do ano passado.

Em Isaías Coelho, o prefeito eleito Everardo Araújo Moura de Carvalho (PTB), teve sua candidatura cassada após um embate entre os órgãos públicos. O prefeito eleito teve seu mandato cassado em 2008 pela Justiça Eleitoral, mas o TRE-PI deferiu o registro de candidatura e o Ministério Público recorreu da decisão junto ao TSE após considerar que com a sua cassação em 2008, ele estaria inelegível. Assim o TSE acatou a decisão e cassou a candidatura.