Coordenadoria leva atendimento a vítimas no interior

Coordenadoria Itinerante leva atendimento às vítimas de agressões no interior do estado

Com 17 municípios listados entre os que possuem o maior índice de casos de violência contra a mulher, a Bahia ocupa a 6ª posição no ranking dos estados brasileiros onde mais ocorrem homicídios femininos. Porto Seguro lidera na 3ª posição, seguido de Simões Filho na 4º colocação e logo atrás com a 6ª e a 10ª posição estão Lauro de Feitas e Teixeira de Freitas, respectivamente.

Para atender as demandas que foram apresentadas à coordenadoria em 2012 e com base em estudos realizados na área, a unidade itinerante da Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) realiza, entre os dias 18 a 22 de março, mais uma ação de combate a violência e atendimento psicológico às vítimas de agressões no município de Porto Seguro.

A unidade itinerante foi criada com o objetivo de dar suporte aos magistrados e servidores das varas especializadas no atendimento dos casos de violência doméstica contra a mulher. Além disso, o projeto também visa buscar parcerias para o atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar, e também aprimorar a estrutura do Poder Judiciário nas comarcas do interior.

Nas comarcas que serão visitadas pela unidade itinerante, os servidores receberão orientação quanto à Lei Maria da Penha e aos procedimentos que devem ser seguidos no atendimento e encaminhamento nas situações de violência.

Além disso, o projeto itinerante também vai buscar estabelecer uma rede de proteção à mulher, através de parcerias com municípios, por meio dos Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS), Centro de Referência de Assistência Social (CRASS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Delegacias Especializadas em Atendimento a Mulher (DEAM) e órgãos não governamentais.

Texto: Agência TJBA de Notícias