Sest Senat completa 20 anos de trabalho

Promover mais qualidade de vida e oferecer melhores oportunidades no mercado de trabalho aos profissionais do setor de transporte. Esses são os princípios que norteiam a atuação do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte – SEST/SENAT. Fundado em 1993, a entidade comemora 20 anos de atuação em setembro. Duas décadas promovendo atividades para desenvolver o transporte no país.

“Acredito no progresso profissional como forma de inclusão e ascensão econômica. O Sest Senat é um exemplo ao oferecer muitas opções de cursos e manter diálogo com os transportadores – empresas e autônomos. Isso nos permite atender às necessidades de mão de obra qualificada do mercado”, afirma o presidente do Sest Senat e da Confederação Nacional do Transporte (CNT), senador Clésio Andrade.
Os números do Sest Senat impressionam. Juntas, as quase 150 unidades, presentes em todos os estados do país, desenvolvem um trabalho exemplar. Desde 1993, foram mais de 100 milhões de ações, individuais e coletivas, em todas as áreas de atuação. No setor de promoção social, por exemplo, 66 milhões de cidadãos foram atendidos e utilizaram serviços de odontologia, psicologia, fisioterapia ou participaram de palestras e campanhas de saúde.

Sobre qualificação profissional, aproximadamente 13 milhões de pessoas foram capacitadas pelo Sest Senat – cursos de formação, qualificação e atualização, além de palestras, seminários e campanhas de educação para o trânsito. Com os cursos, um dos objetivos da entidade é dar aos profissionais novas possibilidades de conhecimento, o que os conduz para um trabalho mais qualificado, com salários mais elevados, novos níveis de consumo e qualidade de vida.

Para o Sest Senat, o desenvolvimento profissional complementa a educação escolar. “É Importante para o país que a instituição esteja presente no maior número possível de municípios. Por isso mantemos uma política de expansão das unidades”, explica Clésio Andrade.

A relação dos cursos oferecidos é extensa. Todos utilizam moderna tecnologia e combinam conhecimentos práticos e teóricos. Entre os treinamentos especializados, por exemplo, destaque para as aulas de Transporte Coletivo de Passageiros, de Escolares, Produtos Perigosos, Veículos de Emergência, Motofretista e Mototaxista. No transporte rodoviário, outros exemplos são Cobrador de Ônibus Coletivo Urbano, Motorista de Transporte de Carga de Produtos Alimentícios, Transporte de Carga Viva e Operador de Empilhadeira.

Eli Stanislau Caixeta, 45 anos, trabalha há 26 anos no setor de transporte e já realizou inúmeros cursos de capacitação no Sest Senat de Patos de Minas (MG) – transporte de passageiros, produtos perigosos, emergência, escolar e operador de empilhadeira, por exemplo. Atualmente, atua em uma cooperativa de transportadores de cargas e de passageiros. “Os cursos são uma ótima oportunidade para mostrar aos jovens a realidade de cada área. Os treinamentos do Sest Senat são um diferencial porque o nome da instituição tem credibilidade”, afirma.

No modal ferroviário, algumas unidades oferecem cursos de Operador Ferroviário, Mecânico de Manutenção, Eletricista de Manutenção Ferroviária, Agente de Estação e Mantenedor de Via Permanente. No aquaviário, Formação de Motonauta, Arrais Amador e Mestre Amador. No setor aéreo, Mecânico de Aeronaves, Comissão de Voo, Agente de Aeroporto e Despachante Operacional de Voo.

O Sest Senat também oferece cursos de capacitação a distância. Um dos mais conhecidos, por exemplo, é o Taxista Nota 10, que já recebeu mais de 30 mil inscrições. Os profissionais podem se matricular e ter acesso a aulas sobre gestão de negócios ou idiomas (inglês ou espanhol). João Bosco de Souza, taxista de Belo Horizonte, foi um dos alunos e aprova a iniciativa. “Estudei as apostilas e fiz a prova na unidade do Sest Senat da capital mineira. É um diferencial importante [ter noção de línguas estrangeiras] para melhorar os nossos serviços. Estou bastante satisfeito”, diz.

 

Orgulho – Para os milhares de funcionários, fazer parte da equipe do Sest Senat é motivo de orgulho. Duglacy Silveira, diretor da unidade do Parque Novo Mundo, em São Paulo, uma das primeiras a serem criadas, também comemora 20 anos de trabalho ao lado do Sest Senat. “Antigamente, não existia uma qualificação específica, voltada ao transporte. Com a criação da instituição, tudo ficou mais profissionalizado, pessoas preparadas começaram a ministrar os cursos. Hoje, temos uma ótima estrutura formatada dentro das nossas necessidades”, destaca Silveira à Agência CNT de Notícias.
Duglacy trabalha há 18 anos no Sest Senat do Parque Novo Mundo – de 1996 a 1998 atuou na unidade de Guarulhos. Foi um dos primeiros a ocupar o cargo de agente multiplicador do Sest Senat. Entusiasmado, avalia que as duas décadas de trabalho ao lado do Sest Senat foram positivas e de muito esforço. Quando se reúne com antigos colegas ou diretores de outras cidades, costuma lembrar das boas histórias que viveram ao longos desses anos.

O diretor da unidade de Santo André (SP), Rafael Marchesi, começou a trabalhar no Sest Senat no final de 1994. “Muitos fatos curiosos ocorreram, muitos desafios foram superados, tivemos muitas conquistas pessoais e profissionais. Vimos a instituição crescer e se multiplicar nestes 20 anos. Éramos uma pequena família e hoje somos milhares. Vencemos juntos os obstáculos e, hoje, somos uma entidade reconhecida e querida por todos. Parabéns para todos nós”, conta, cheio de orgulho.

 Petruska Ferraz começou a trabalhar recentemente no Sest Senat, na unidade de Itabuna (BA). “Depois da entrevista, fiquei sonhando em trabalhar neste lugar. Foi um processo seletivo longo – entrevistas, elaboração de projetos, até a espera pelo resultado. Depois de aprovada, comemorei bastante com a minha família. Hoje, tenho outra qualidade de vida, estou perto dos meus filhos, da minha casa e tenho um trabalho feliz. Gosto do que faço, tenho orgulho de vestir essa camisa e desejo que muitos anos de prosperidade venham por aí para continuarmos a servir os trabalhadores do transporte e à comunidade”, afirma.

Promoção Social e Lazer – Além de ser referência em capacitação profissional dos trabalhadores do transporte, o Sest Senat traz mais qualidade de vida às regiões aonde está instalado. Gleidiane Borlot, por exemplo, treina no Sest Senat de Cariacica (ES) para competir em torneios de Triatlhon (corrida, natação e ciclismo), modalidade inédita na unidade capixaba. Com dedicação e o apoio do Sest Senat, ela apresenta bons resultados. Em agosto, conquistou o primeiro lugar na categoria 18/19 anos de um campeonato. “É com muito amor que represento esta equipe que me acolhe e confia em mim. Obrigada a todos do Sest Senat, onde estou todos os dias treinando e trabalhando”, destaca.

Os filhos de Maria Antônia de Oliveira Rocha, 43 anos, trabalham em empresas de transporte de ônibus e apresentaram, há cinco anos, os serviços do Sest Senat à mãe. Desde então, ela conta com o apoio do Sest Senat de Patos de Minas (MG) para fazer tratamento em periodontia. “Sempre sou bem recebida. Acompanho meus filhos e fica mais fácil ter contato com a unidade. É um trabalho que deve continuar e que indico para todos os meus amigos”, conta Maria Antônia.

Assim trabalha o Sest Senat ao longo destes 20 anos. Sempre em busca de alinhar desenvolvimento profissional e promover qualidade de vida aos millhões de trabalhadores do setor de transporte no Brasil. As unidades, presentes em todos os estados, estão à disposição dos cidadãos para atendê-los com dedicação e eficiência.

​Texto: Rosalvo Streit

Agência CNT de Notícias

Fotos: Júlio Fernandes/Agência Full Time