Rui Costa recebe jornalistas


A relação entre o Governo do Estado e o município de Salvador, Segurança Pública na Bahia, Saúde, Educação, Economia e outros temas foram abordados por jornalistas de todos os segmentos – impresso, internet, rádio e tv – recebidos pelo governador Rui Costa, nesta terça-feira (27), na Governadoria. A conversa livre, sem restrição de temas, foi realizada na sala de reuniões do Gabinete e deverá ocorrer periodicamente.

Rui abriu a reunião relacionando sua história pessoal à importância da Educação, que tem prioridade no seu governo por acreditar ser uma área estratégica para a qualidade de vida das famílias baianas. “Nós vamos criar e anunciar, nos próximos dias, uma melhoria na remuneração do diretor e do vice-diretor porque eles cumprem um papel diferenciado na qualidade do ensino que é praticado em cada escola”.

O governador citou o Colégio Estadual Felix Mendonça, em Itabuna – na região sul -, um dos seis visitados por ele neste início de mandato, para exemplificar a importância do desempenho dos diretores. “A energia da diretora transformou o colégio em um dos mais procurados da cidade, a escola pública com melhor desempenho da Bahia em 2014”. Segundo Rui Costa, daqui a dois anos, será feita nova avaliação dos indicadores de cada escola, e os diretores que apresentarem índices satisfatórios terão o adicional duplicado.


Saúde

Rui afirmou que a rede estadual está sendo fortalecida, com a reforma e ampliação de vários hospitais. “Vamos inaugurar o novo HGE [Hospital Geral do Estado], nos próximos dias, estamos ampliando o Prado Valadares, em Jequié, e o Hospital de Base de Vitória da Conquista. Vamos ampliar o Dantas Bião, em Alagoinhas, e reestruturar a rede para que seja capaz de responder à demanda. Vamos licitar o Hospital da Costa do Cacau, em Ilhéus. Este ano ainda começaremos a construção do novo hospital de Feira”.

O governador afirmou que, em março deste ano, serão lançados os consórcios de saúde pública. “Será uma parceria do Estado com os municípios para a utilização de alguns hospitais municipais na gestão do consórcio, com apoio financeiro do Estado”.

Carnaval

Rui disse que o investimento do Governo do Estado no Carnaval de Salvador de 2015 é da ordem de R$ 66 milhões, distribuídos em áreas como Saúde, Segurança Pública e patrocínio para entidades carnavalescas. Segundo ele, somado aos investimentos dos patrocinadores, Caixa, Banco do Brasil e Petrobras, o valor sobe para R$ 85 milhões.

“Para o ano que vem, pretendemos ter uma postura de maior protagonismo, não somente no financiamento, como também na concepção e no planejamento do Carnaval”, disse o governador. Rui afirmou que esta função de coordenação do Estado está prevista na lei municipal.

De acordo com Rui, Estado e município de Salvador estão chegando a um entendimento não somente a respeito do Carnaval, mas em diversas áreas, para melhorias na qualidade de vida em Salvador, como a geração de emprego. “Conseguimos, esta semana, o alvará da Linha 2 do metrô, no dia 5 [de fevereiro] vou assinar a ordem de serviço e imediatamente começar a construção, na Avenida Paralela”.

Funcionalismo

O governador disse que o planejamento das ações do governo inclui o melhor aproveitamento de servidores qualificados, principalmente nas áreas da Educação, Saúde e Segurança Pública. “Professores estavam trabalhando em outras funções na Justiça, na Assembleia Legislativa, e eu tenho carência de professores. Vou pedir que eles retornem à sala de aula”.

De acordo com Rui Costa, será adotado o mesmo procedimento em relação aos policiais civis e militares. “Aqueles que estão exercendo funções administrativas serão deslocados para atividades principais. Vou também, com muito cuidado e diálogo, convidar todos os profissionais, que se capacitaram e são especialistas em cardiologia, obstetrícia e outras áreas, para atuar na atividade fim para a qual fizeram concurso e têm formação. Assim vamos utilizar ao máximo a mão de obra que nós temos”.

Reunião com jornalistas

Para o governador, “o objetivo de convocar a conversa com os profissionais da imprensa é dar transparência às ações de governo, sinalizar o planejamento e convidar a imprensa e a sociedade para uma parceria nas ações, que não são do meu governo, são do interesse da sociedade da Bahia, a exemplo da Educação”.

Ele avalia que a imprensa, como elemento fundamental no acesso à informação, pode contribuir, por exemplo, para a melhoria da educação pública na Bahia. “O pacto pela educação tem que envolver os servidores do Estado, prefeitos, empresários, mas também as famílias. Para isso, nada melhor do que ter a parceria da imprensa


Fotos: Manu Dias/GOVBA