Polícia Rodoviária Federal: Operação Corpus Christi

 

A 10ª Superintendência Regional de Polícia Rodoviária Federal realiza a Operação Corpus Christi 2015, iniciando à 00:00 hora dpróxima  quarta-feira (03/06),até meia noite  ddomingo (07/06). 

Os Policiais Rodoviários Federais reforçarão trechos estratégicos nas rodovias federais, desenvolvendo ações preventivas para redução da violência no trânsito, além das ações de combate à criminalidade.

O planejamento da operação levou em consideração análises de dados estatísticos, com foco no comportamento dos motoristas e nas características dos acidentes considerados graves, ou seja, acidentes fatais ou com vítimas feridas gravemente. Essas análises permitiram direcionar as ações de prevenção, fiscalização, socorro às vítimas de acidentes, campanhas educativas, etc.  A otimização dos recursos humanos e materiais, possibilita melhoria na fiscalização para coibir comportamentos de risco como: ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e a mistura fatal de álcool e direção. A PRF também reforça o alerta aos motociclistas para que, além das condutas citadas, sempre utilizem o capacete.

Em toda a Bahia, além do patrulhamento ostensivo, a PRF fará ações educativas, buscando sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro, com destaque para a ação que ocorrerá em Barreiras numa parceria com o Sindicato das Seguradoras da Bahia, Sergipe e Tocantins (SindSeg BA/SE/TO), o Sindicato dos Corretores de Seguros da Bahia (Sincor-BA) e com o Projeto “Siga Bem Caminhoneiro”.

Para a Operação Corpus Christi 2015, a PRF terá reforço no policiamento com Grupos de Operações Especiais, Motopoliciamento e equipe de apoio aéreo, com o objetivo maior de prevenção contra acidentes de trânsito, salvaguardando a integridade das pessoas, a PRF montará um esquema especial, reforçando as rodovias federais, principalmente nos trechos onde haverá intensa movimentação de veículos.

Durante o período do feriado, o foco da PRF continua sendo nas condutas responsáveis por elevados índices de letalidade nos acidentes. Por isso, além da embriaguez ao volante, os esforços de fiscalização estarão voltados para coibir o excesso de velocidade, as ultrapassagens proibidas e o não uso do capacete pelos motociclistas, que, segundo estudos do Ministério da Saúde, representam ¼ das mortes em acidentes de trânsito no país.  Também será dada atenção às fiscalizações que envolvem habilitação, uso de cinto de segurança, o transporte clandestino de passageiros e relativos aos equipamentos obrigatórios dos veículos, especialmente quanto aos quesitos de iluminação.

Neste esquema especial, a fiscalização de embriaguez nas rodovias federais poderá acontecer a qualquer momento e durante qualquer abordagem em que haja suspeita por parte do PRF fiscalizador. É importante lembrar que, após as mudanças na Lei Seca, não existe mais tolerância para a quantidade de álcool no organismo de quem dirige. Qualquer traço etílico verificado é suficiente para o motorista pagar uma multa de R$ 1.915,40, ter a carteira suspensa e ser impedido de seguir viagem.

Os policiais contarão ainda com o auxílio de etilômetros e radares entre portáteis e fotográficos, dentre outros equipamentos, além das viaturas operacionais, resgate, posto móvel, motocicletas e helicóptero, operando em todo estado.

Restrição de veículos de carga  Estima-se um aumento de cerca de 40% no fluxo de veículos nos dias de maior movimentação, saída (quarta e quinta) e retorno (domingo), especialmente com destino aos locais turísticos. Para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples, que corresponde à  maior parte da malha viária estadual, o tráfego de caminhões bi-trens, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonhas sofrerá restrição durante o feriado. Nos dias e horários de maior movimento esses veículos não poderão transitar, independentemente de estarem carregados e ainda que possuam Autorização Especial de Trânsito (AET). O motorista que descumprir a determinação será multado pela PRF. Trata-se de uma infração média, gerando multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira de Habilitação. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final do período de restrição

 Atenção redobrada em pista molhada                       

De acordo com as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), deve chover em várias regiões do Brasil durante este feriado. A previsão predominante para os cinco dias da Operação Corpus Christi, aqui no estado será de tempo nublado a parcialmente nublado com chuva e parcialmente nublado.  Tradicionalmente, os dias mais perigosos das operações são a saída e o retorno, quando a falta de planejamento leva muitos motoristas a tentar compensar a falta de tempo com excesso de velocidade em condutas imprudentes.

Em uma rodovia federal, nem sempre o simples fato de estar abaixo da velocidade máxima permitida é sinônimo de segurança, principalmente ao dirigir sob chuva, durante a noite ou em trechos com trânsito intenso. O motorista deve constantemente avaliar esses fatores, reduzindo a velocidade sempre que essas condições adversas se fizerem presentes.

Indicadores relativos

Além dos comportamentos de risco, o crescimento da frota de veículos tem inegável influência no grau de risco de acidentes de trânsito. Os índices de letalidade e de acidentes são indicadores relativos utilizados pela PRF que levam em consideração, além dos números absolutos de acidentes graves, feridos graves e mortos, a evolução da frota veicular nacional, que já ultrapassa a casa dos 87 milhões de veículos.

Numa análise dos acidentes graves ocorridos durante a Operação Corpus Christi 2014, pode-se perceber que a maioria absoluta dos acidentes graves (94,4%) foram em consequência de falhas humanas, conforme pode-se perceber através do gráfico abaixo:

 

Boas condutas para uma viagem segura

Veículo em dia – Faça uma revisão atenta no veículo antes de viajar. A checagem das condições do automóvel é fundamental, mesmo quando as distâncias percorridas são pequenas. Faróis conferidos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado (inclusive o estepe); palhetas dos limpadores de para-brisa; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia.

  • Planejamento da viagem – O motorista deverá se informar sobre as distâncias que percorrerá, as condições do tempo em sua rota, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada e principalmente, planejar os horários e rodovias do seu percurso para evitar os congestionamentos típicos de feriados prolongados.
  • CNH, CRLV e RG: Antes de viajar, confira os documentos pessoais e do veículo, bem como das crianças (certidão de nascimento quando for o caso).

Cinto de segurançaCertifique-se que todos os ocupantes do veículo estejam com o cinto de segurança (multa de R$ 127,69 e 5 pontos na CNH).

  • Pausas para descanso – O condutor deverá programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.
  • Período noturno – Evitar circular à noite. Além da redução da visibilidade, é o horário que os delinquentes mais se aproveitam para a prática de crimes. Ademais, em caso de pane, o socorro mecânico é sempre mais lento.

Considerações sob chuva:

É importante ficar alerta desde o início da chuva, quando a pista, geralmente, fica mais escorregadia, devido à presença de óleo, areia ou impurezas;

  • o condutor deve manter sempre o pleno controle do seu veículo, desta forma, deverá adaptar a sua velocidade às circunstâncias para conseguir manter esse controle;
  • para se tornar mais visível para os demais condutores, é recomendável manter  sempre os faróis ligados;
  • é preciso também manter uma distância de segurança maior entre os veículos;
  • se a chuva for muito forte, não insista! Procure um lugar seguro para estacionar e nunca pare no acostamento.

   Dicas para motociclistas:

   Use sempre capacete. Mantenha distância das laterais traseiras dos veículos, eliminando assim o chamado “ponto cego”. Antes de trocar de faixa de rolamento ou  quando se aproximar de um cruzamento, use os retrovisores e observar atentamente o local. Não trafegue próximo a caminhões. O deslocamento de ar produzido por esses veículos pode desestabilizar a motocicleta. Não circule com o farol apagado, pois dificulta a visualização da motocicleta pelos veículos que estão em sentido contrário.               

Observe e obedeça a sinalização:

VelocidadeRespeite a sinalização e os limites de velocidade, eles existem para proteger a sua vida;

  • observe a velocidade estabelecidos para a via e obedeça às placas de sinalização;
  •  onde não existir sinalização ou se esta estiver prejudicada, mantenha a velocidade compatível com as condições da via. Quanto maior a velocidade, maior é o risco e mais graves serão os acidentes;
  • cuidado com o excesso de velocidade, pois é a causa da maioria dos acidentes (multas que variam entre R$ 85,13 a R$ 574,62, além da perda de 4 a 7 pontos na CNH).

Ultrapasse somente pela esquerda e apenas em trechos permitidos, com a certeza do sucesso da manobra.  Antes de iniciar uma ultrapassagem, certifique-se da distância e da visibilidade do veículo que pretende ultrapassar e dos que vêm em sentido contrário. Se outro veículo o estiver ultrapassando ou tiver sinalizado seu desejo de fazê-lo, dê a preferência e aguarde a vez. Sinalize toda a manobra com antecedência e não realize ultrapassagens em trechos de faixa contínua, subidas, descidas, pontes e acostamentos. Redobre a atenção ao ultrapassar ônibus e caminhões,  por se tratar de veículos grandes e pesados, é preciso se certificar que há espaço suficiente para realizar uma ultrapassagem segura e ao ser ultrapassado, não acelere, não mude a trajetória do veículo e mantenha distância segura do veículo à frente.

O motorista que for flagrado ultrapassando em local proibido e pelo acostamento será multado em R$ 957,70 e quem for pego forçando a passagem, obrigando o outro veículo a frear ou desviar, pagará multa no valor de R$ 1.915,40. Lembrando que esses valores dobram para aqueles que forem flagrados novamente cometendo essas infrações em menos de 12 meses (perda de 7 pontos na CNH).

  • Evitar trafegar pelos acostamentos, pois impede o acesso rápido dos veículos de emergência (ambulância, viaturas policiais e resgates) que prestam socorro e garantem a segurança, além da multa de R$ 957,70.

Álcool e outras drogasNão há viagem para quem bebe ou usa drogas e dirige. Além de ser crime, os riscos para a vida aumentam consideravelmente. Conduzir um veículo nas estradas é uma tarefa complexa que exige decisões rápidas, seguras e responsáveis. Álcool e drogas diminuem o reflexo, provocam sonolência, perturbação na visão e nos sentidos, por isso se for dirigir, não beba e nem utilize qualquer substância entorpecente.

Bebida e direção não combinam (multa de R$ 1.915,40 e perda de 7 pontos na CNH), sendo também encaminhado à Delegacia de Polícia Judiciária, caso ultrapasse o índice de 0,30 mg de álcool por litro de ar expelido dos pulmões (artigos 165 e 306 do CTB, além das leis 11.705/2008 e 12.760/2012), podendo responder a processo criminal, com condenação de seis meses a três anos de prisão por crime de embriaguez no trânsito.

Atenção: A divulgação dos resultados finais desta Operação ocorrerá a partir de 14h00 da segunda feira, dia 08 de junho.

PRF disponibiliza número 191 para que população possa denunciar atividades criminosas, motoristas que estejam dirigindo de forma irresponsável, usando bebidas alcoólicas etc. Enfim, condutas que possam pôr em risco a integridade física das pessoas nas estradas.

Caso haja interrupção de pista por qualquer motivo, ou ainda qualquer situação de irregularidade relevante que comprometa a segurança nas rodovias federais, será postada no twitter:prfbahia.