Polícia Rodoviária Federal: relatório festas juninas

Resultado da Operação Festas Juninas 2015

A Superintendência de Polícia Rodoviária Federal na Bahia encerrou a primeira etapa da Operação Festas Juninas 2015. Durante os seis dias da operação, foram priorizadas ações preventivas para redução da violência no trânsito e de acidentes relacionados, em especial, ao excesso de velocidade, às ultrapassagens indevidas, ao consumo de bebidas alcoólicas, à fiscalização de motocicletas e ciclomotores, ao uso de cinto de segurança, aos equipamentos obrigatórios e sistema de iluminação e sinalização dos veículos.

Apesar de todo o esforço, a PRF flagrou e autuou diversos condutores irresponsáveis ou agindo com imprudência nas rodovias federais do estado. Do total de 14.170 veículos fiscalizados, 16.163 pessoas foram abordadas e fiscalizadas, sendo extraídas um total de 6.510 notificações, destacando-se 1.020  por ultrapassagens proibidas e 3.727 imagens de radar capturadas por veículos com excesso de velocidade.

PRF X Embriaguez no Trânsito – Lei Seca: A PRF intensificou a fiscalização quanto ao uso de bebida alcoólica na direção de veículos automotores. Apesar de todo este trabalho e das campanhas realizadas, alguns condutores ainda abusaram da bebida. Este ano, durante a operação, dos 5.088 testes com etilômetro, 87 condutores foram notificados por dirigirem alcoolizados, infração gravíssima, com multa de R$ 1.915,40. Dos flagrados, 11 condutores foram encaminhados à delegacia de polícia judiciária por crime de embriaguez no trânsito (artigos 165 e 306 do CTB, além da lei 11.705/2008 e Lei 12.760/2012).

A Operação transcorreu com reforço de policiais, viaturas táticas, equipamentos e equipes de operações especiais em combate à criminalidade e motopoliciamento, que desenvolveram ações de fiscalização e evitaram ações de criminosos em todo o estado. Somente nestes seis dias de operação, durante as abordagens policiais, a PRF encaminhou às respectivas delegacias de polícia judiciária, 35 pessoas, por crimes que variaram desde mandado de prisão em aberto, posse de veículos roubados, crimes de trânsito, porte ilegal de armas e drogas, assalto à ônibus, crimes ambientais  etc. As principais ocorrências flagradas pela PRF em todo o estado, poderão ser acompanhadas na fanpage (www.facebook.com/BahiaPRF191).

Análise dos acidentes

A imprudência, a inabilidade, a falta de cuidado e o desrespeito às Leis de Trânsito dos condutores continuam sendo determinantes para a maioria dos acidentes graves.

Segue abaixo tabela que apresenta os números absolutos e relativos à frota para acidentes, feridos e mortos nas rodovias federais da Bahia. Os indicadores relativos utilizados pela PRF levam em consideração, além dos números absolutos de acidentes graves, feridos graves e mortos, a evolução da frota veicular nacional, que já ultrapassa a casa dos 89 milhões de veículos, conforme fórmula a seguir.

 Nos seis dias de Operação, foram registrados preliminarmente, em números absolutos 199 acidentes, que deixaram 117 feridos e 12 mortos. O que representa uma redução de 13% na quantidade de acidentes, diminuição de 12% em quantidade de feridos e queda de 14% em vítimas fatais nas rodovias federais que cortam a Bahia, conforme tabela abaixo:

Em uma análise dos acidentes gravíssimos com mortes, observa-se que dez acidentes foram responsáveis pelas doze vidas ceifadas durante este período da Operação. Sendo que sete mortes ocorreram em decorrência de acidentes por colisão, uma por capotamento, duas por atropelamento e duas por queda de motocicleta. Ressalta-se que a maioria destes acidentes, são comumente atribuídos ao excesso de velocidade, falta de atenção e/ou às ultrapassagens arriscadas. Estes acidentes ocorreram na BR 101, 110, 420, 116, 407 e 020.