Greve dos bancários: 14º dia de paralisação

 

A Campanha Nacional dos Bancários chegou a sua terceira semana de paralisação. Na base do Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região, 76 das 92 agências continuaram com o serviço suspenso nesta segunda-feira (19), sendo que 100% dos bancos públicos estão sem funcionamento. Na Bahia são 1.066 agências com funcionários em greve. Em todo Brasil, 12.496 agências e 40 centros administrativos paralisaram suas atividades.

A tarde, a diretoria do SEEB/VCR se reuniu para analisar a mobilização e programar as próximas ações da greve. O presidente do Sindicato dos Bancários, Paulo Barrocas, afirma que  o movimento grevista tende a crescer durante esta semana.”Temos uma boa adesão da categoria.  A mobilização foi se intensificando, pois os bancários estão insatisfeitos com a proposta desrespeitosa feita pelos bancos. Esta semana vamos fortalecer as mobilizações com o convencimento dos colegas que ainda não aderiram ao movimento e com o esclarecimento da população, para que a gente possa pressionar os bancos a atender às nossas reivindicações”, compreende.

Hoje os bancários de todo país ocuparam as redes sociais com o tuitaço #Exploração não tem perdão! O objetivo é utilizar as mídias sociais como uma ferramenta para pressionar os bancos voltarem às mesas de negociação para dialogar com a categoria.

Somente no primeiro semestre de 2015 os cinco maiores bancos do país (Banco do Brasil, Caixa, Bradesco, Itaú-Unibanco e Santander) já lucraram juntos mais de R$ 36,3 bilhões. Mesmo assim, o setor financeiro não apresentou nenhuma proposta em relação à pauta da categoria bancária que reivindica melhores condições de trabalho, mais contratações, mais segurança, igualdade de oportunidades e um reajuste salarial de 16%, com a reposição da inflação (9,88% em setembro) mais ganho real de 6,12%.

A greve continua por tempo indeterminado até que os bancos apresentem uma proposta que contemple às reivindicações da categoria.