Greve mantém 6.251 agências paradas em todo Brasil

Bancários paralisam atividades em 70 agências da base do SEEB/VCR

No primeiro dia da Greve Nacional dos Bancários, a categoria mostrou sua força paralisando as atividades em 70 agências das 45 cidades da base territorial do Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região.

De acordo com a Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, 587 agências tiveram o expediente suspenso nos dois estados. Foram 497 agências paralisadas na Bahia e 90 em Sergipe. Na Bahia, a maior adesão foi dos funcionários dos bancos públicos. Foram 162 agências do Banco do Brasil, 109 do Banco do Nordeste e 38 da Caixa, somando 309 unidades sem funcionamento. Em todo país, os bancários demonstraram união  paralisando as atividades de 6.251 agências de bancos públicos e privados.

 A base do SEEB/VCR é composta por 1.130 bancários, que atuam em 91 agências em toda a região. Para o presidente do SEEB/VCR, Paulo Barrocas, a participação foi intensa, mas é preciso fortalecer ainda mais o movimento. “A adesão foi muito boa neste primeiro dia, e esperamos que a mobilização fique cada vez mais forte. Quanto mais a categoria aderir, mais rápido nossas reivindicações serão atendidas. Os bancos só vão fazer uma proposta decente quando a lucratividade cair por conta das agências fechadas. Por isso, é importante que todos paralisem suas atividades e venham para a luta”, afirma.

A greve foi motivada porque foram ignoradas as reivindicações dos bancários por melhorias nas condições de trabalho, investimentos em segurança e mais contratações. Além disso, a Fenaban apresentou uma proposta de reajuste salarial que não cobre nem mesmo a inflação acumulada em 9,88% no mês de setembro.