Sudoeste recebe 400 mil mudas de palmas

SDR entrega 400 mil mudas de palma a agricultores familiares do sudoeste baiano

Quatrocentos 400 agricultores familiares do sudoeste baiano estão recebendo 400 mil mudas de palma forrageira. A entrega é feita pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência de Agricultura Familiar (Suaf) e Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater). Os pequenos produtores também são beneficiados com assistência técnica na cadeia produtiva do leite.
A ação da SDR é realizada em parceria com a Delegacia do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) na Bahia, Cooperativa de Assessoria Técnica e Educacional para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Cootraf) e Cooperativa dos Produtores de Leite da Região do Rio Gavião (Codeleite).
Segundo o superintendente da Suaf, Marcelo Matos, “o objetivo do Governo da Bahia é fomentar a implantação de reserva estratégica de alimentos para o rebanho bovino dos agricultores familiares integrados aos laticínios da Codeleite, contribuindo para o aumento da produção de leite mesmo em período de estiagem prolongada”.
O agricultor familiar Jailson Garcia, beneficiado com a ação, destaca que a iniciativa é fundamental para a Associação do Brejo, no município de Licínio de Almeida, composta por 20 famílias. “Recebemos mais de 20 mil mudas para [alimentação] dos animais. O milho está caro e receber este apoio da SDR é essencial nesse período difícil”.
A técnica da Cootraf, integrante do projeto do MDA, Edileusa Silva Pereira, avalia as condições climáticas que afetam diretamente a região e a importância da iniciativa. “Este período de seca gera grande vulnerabilidade no sistema de produção. Esta é uma oportunidade de se formar reservas estratégicas de alimentos para assegurar a produção dos animais em qualquer época do ano”.
A assistência técnica está sendo prestada pelo MDA por meio da Cootraf – os técnicos foram capacitados pela secretaria, no cultivo intenso da palma. A SDR dará continuidade ao processo, com o segundo módulo de capacitação em bovinocultura de leite.

Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)