Ministério Público homenageia maestro Ricardo Castro

Ministério Público Estadual homenageia maestro conquistense Ricardo Castro com ‘Medalha do Mérito’

 O Ministério Público Estadual outorgou a ‘Medalha do Mérito’ ao maestro, pianista e fundador do programa Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), Ricardo Castro. “É uma honra estar em uma instituição tão fundamental para nossa sociedade. O Neojiba foi criado para valorizar e oferecer condições e oportunidades para nossos jovens”, destacou o maestro. A honraria, que foi proposta pela procuradora de Justiça Cleonice de Souza Lima, foi entregue pelo procurador-geral de Justiça Márcio Fahel. “Acreditamos em projetos como o Neojiba, que reconhecem o jovem como o principal meio de transformação social e nos oferecem um alento e caminho de luz”, destacou. Para a procuradora de Justiça, Cleonice Lima, “Ricardo Castro merece esse reconhecimento pois decidiu compartilhar com aqueles que não tem nenhuma oportunidade seu talento e sucesso com a música, oferecendo aos jovens uma razão de viver”.  

Esteve presente na entrega da medalha o procurador de Justiça Nivaldo Aquino, subcorregedor-geral do MP; o chefe de gabinete da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado, Kivio Dias Barbosa Lopes, representando o secretário Geraldo Reis; as procuradoras de Justiça Marilene Pereira Mota, membro da comissão de outorga; Cleonice de SouzaLima; Márcia Guedes, coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca); e Maria Augusta Almeida Cidreira Reis; e os promotores de Justiça Carlos Pires, membro da comissão de outorga; Maria de Fátima Macedo, coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Cíveis, Fundações e Eleitorais; e Valmiro Macedo, coordenador do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf).

O maestro Ricardo Castro nasceu em Vitória da Conquista, em 1964, e começou a tocar piano aos três anos de idade. Aos cinco anos, foi admitido nos Seminários de Música de Salvador, escola que hoje integra a Universidade Federal da Bahia. Mudou-se para a Europa em 1984, onde estudou piano, com Maria Tipo e Dominique Merlet, e regência, com Arpad Gerecz. Neste mesmo ano, foi premiado no Concurso Internacional da ARD de Munique. Coleciona experiências, títulos e homenagens em toda a Europa. Em 1993, ele recebeu o primeiro lugar no renomado “Leeds International Piano Competition”, na Inglaterra, marcando a história da competição por ter sido o primeiro vencedor latino-americano desde sua fundação em1963. Criado em 2007, o Neojiba tem por objetivo alcançar a integração social por meio da prática coletiva e de excelência da música. Atualmente beneficia mais de 4 mil crianças, adolescentes e jovens em seus Núcleos de Prática Orquestral e Coral e através de ações de extensão, como a Rede de Projetos Orquestrais da Bahia e o Projeto Neojiba nos Bairros.