Começa o recadastramento dos agricultores do PAA

 


Para o recadastramento é preciso atualizar os dados e apresentar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP)

 Os agricultores que participam do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo Federal se reuniram, nesta quarta (19), para o recadastramento dos dados e a apresentação atualizada da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), documento que confirma sua condição de agricultor.

A iniciativa valoriza o homem do campo e movimenta a economia. Só em 2016, Conquista recebeu R$ 962 mil através do programa. De quando começou (2013) até agora, mais de R$ 3 milhões chegaram às mãos do homem do campo, transformando a vida na zona rural.

Para a agricultora e presidente do Conselho dos Quilombolas, Robéria Alves, a mudança afeta toda família. “Há algum tempo não sonhávamos com o que hoje é a realidade do agricultor em nosso município. A agricultura familiar é um investimento importante para o crescimento da nossa família. Antes não tínhamos incentivo nem para plantar. Hoje plantamos, colhemos, temos lucro e, melhor ainda, alimentamos muitas pessoas”, relatou.

O prefeito Guilherme Menezes destacou que a descentralização do Pronaf levou desenvolvimento para o campo em todo Brasil, investindo e incentivando o pequeno agricultor a permanecer em sua terra e viver daquilo que sempre fez – plantar e colher. “Foram R$ 24 bilhões no ano passado investidos através do Pronaf”, disse, lembrando que esse investimento tem sido complementado em Conquista com a melhoria das estradas, a garantia do transporte para alunos e professores, a construção de 800 barragens, além dos poços artesianos e as demais melhorias.

Em Vitória da Conquista são 380 agricultores cadastrados no Programa que tem como consumidor final creches, equipamentos do governo como o Conquista Criança e a Casa de Acolhimento, além das entidades socioassistenciais, como a Famec.

O PAA aliado aos investimentos em saúde, educação e melhoria das estradas tem levado cidadania aos 304 povoados e 11 distritos espalhados pela zona rural do município.

Recadastramento – Os agricultores que devem fazer o recadastramento no PAA têm até o final do mês para apresentar os documentos. Já os produtores rurais que desejam participar do Programa de Aquisição de Alimentos podem fazer o cadastro para o próximo ano, apresentando RG, CPF e a DAP, documento expedido pelo Sindicato dos Agricultores ou pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado.

Também estiveram na reunião a Secretária de Desenvolvimento Social, Kátia Silene Freitas, o Secretário de Agricultura, Sílvio Antônio de Almeida e o Coordenador de Segurança