Mutirão já realizou mais de três mil cirurgias pelo interior

Mais de três mil cirurgias foram realizadas em pacientes com idades entre 14 e 65 anos residente no interior baiano. Este é o balanço de apenas três meses de funcionamento do Mutirão de Cirurgias, uma iniciativa da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que tem a meta de atender 13 mil pessoas no período de um ano e reduzir a fila de espera de seis procedimentos – cirurgias de vesícula, câncer de próstata, hérnia, útero, miomas e câncer de mama.Vinculado ao Programa Saúde sem Fronteiras, o mutirão já beneficiou os habitantes de 100 municípios das regiões de Ipiaú, Ilhéus, Itabuna (sul), Jaguaquara, Jequié (centro sul), Valença (baixo sul), Vitória da Conquista (sudoeste), Camaçari (RMS) e Ruy Barbosa (centro norte). Contando com a realização de exames pré-operatórios e consultas com cirurgiões, a ação do Governo, inédita no País, disponibiliza a equipe médica e toda a estrutura para os procedimentos, além do acompanhamento do paciente e o kit pós-operatório para a segurança do mesmo na alta hospitalar.

De acordo com o secretário Fábio Vilas-Boas este é um projeto importante para todos os 417 municípios. “Identificamos que a população aguardava meses e até anos para realizar uma cirurgia, porque as prefeituras não conseguiam oferecer o acesso ao procedimento. O Governo do Estado, então, resolveu ajudar os municípios para eliminar a fila dos procedimentos cirúrgicos de maior demanda”. Ele ressalta ainda o esforço financeiro para realizar a ação. “Estamos pagando 50% a mais do que o estipulado pela tabela SUS, com recursos do tesouro estadual, para que as equipes médicas tenham interesse em fazer as cirurgias”.