Correios pretende fechar agencia lucrativa

 

ASCOM CÂMARA
Lucila Pereira Correa

Lucila Pereira Correia

A representante do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos no Estado da Bahia usou a Tribuna Livre da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC), na sessão ordinária realizada nessa quarta (30), para esclarecer a comunidade referente ao fechamento da agência dos correios no Shopping Conquista Sul.

Lucila afirmou que os trabalhadores e familiares da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), estão apreensivos com o desmonte da organização. “Em Conquista, a ação do jeito que está sendo feita, não busca redução de custos, mas beneficiar alguém. A população será prejudicada”.

A sindicalista esclareceu que “desde 2015, o presidente Giovanni Correia Queiroz, planejou o fechamento de 2000 agências, um plano de demissão voluntária, revisão dos horários de atendimento e reestruturação da empresa. Essas ações não vão garantir saúde da empresa. A ECT foi criada para fazer a integração nacional”. Alertou que em todo o Estado serão fechadas 14 agências.

Lucila disse que “Conquista não pode ter apenas duas agências”. Enfatizou que o fechamento da Agência no Shopping Conquista Sul, não se enquadra nas deficitárias. “Olhamos os números e essa agência tem batido as metas impostas pelos correios. Quando a agência bate a meta, é aumentada no outro ano e essa tem batido a meta ano a ano. O parâmetro estava relacionado ao faturamento. Se o faturamento não é baixo, porque está prejudicando a população com o fechamento da agência?”

A sindicalista também alertou os funcionários não tem perspectiva onde vão trabalhar, mas podem ser transferidos para qualquer lugar, trazendo transtornos na área financeira e psicológica, prejudicando as famílias.

Finalizou seu pronunciamento pedindo apoio a CMVC para evitar o fechamento da agência. “Na análise que fizemos, não significa melhoras para o município. Está reduzindo a oferta de serviço. Ajudem os trabalhadores e principalmente a população de Vitória da Conquista”.