Agricultores familiares têm até esta segunda: alimentação escolar

Os agricultores familiares têm até esta segunda-feira, 23 para concorrer ao edital da Secretaria da Educação do Estado destinado ao fornecimento de produtos oriundos da Agricultura Familiar para a alimentação escolar. Podem concorrer fornecedores individuais, grupos formais (cooperativas) e grupos informais (associações). Estão sendo destinados R$ 16,3 milhões.Com este edital, o Estado cumpre a Lei nº 11.947/2009, que determina que pelo menos 30% dos recursos para a alimentação escolar sejam da Agricultura Familiar. Segundo o secretário Walter Pinheiro o edital contribuirá significativamente para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental da Bahia e a otimização dos recursos utilizados na alimentação escolar.“Este edital é fundamental para criar uma relação de estímulo a essa pequena produção. Ao mesmo tempo, busca-se, com isso, melhorar a qualidade, por exemplo, dos alimentos, uma vez que da Agricultura Familiar tem muita coisa que é produzida ali, extraída da terra diretamente e pode ser passada para a escola. Também se reduz custo com a questão de logística”, enfatiza Pinheiro, ao destacar outras vantagens do processo.

Ainda de acordo com o secretário, a ação, que tem o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR), “cria, de forma local, uma ambiência para que a própria escola possa entender a importância da Agricultura Família”.
Os interessados em participar da chamada pública devem acessar o edital ou pegar uma cópia na sede da Secretaria da Educação, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), das 8h30 às 12h e das 14 às 18h. Todas as informações estão disponíveis no Portal da Educação.