ECPP celebra 12 anos

O ECPP está comemorando 12 anos de fundação. O Esporte Clube Primeiro Passo Vitória da Conquista disputou até agora 11 temporadas, sendo 1 campeonato da Segunda Divisão, quando se sagrou campeão e mais 10 Campeonatos Estaduais.

Neste período  disputou 8 Copa Governador do Estado, vencendo 5 e ficando 2 vezes como vice-campeão.

Foram ainda 11 competições nacionais, sendo 4 Copas do Brasil, 4 Campeonatos Brasileiros da Série D, 1 Série C e 2 Copas do Nordeste.

UM POUCO DE NOSSA HISTÓRIA

Ederlane Amorim

O Esporte Clube Primeiro Passo, que surgiu a partir de um projeto social, idealizado pelo ex-jogador de futebol profissional Ederlane Amorim, em 2001, com um trabalho voltado para a inclusão social com objetivo de preparar os futuros atletas para o clube profissional. Essa proposta é consolidada com a participação exitosa em vários campeonatos na cidade e com a expansão do então Projeto Primeiro Passo para outras regiões do estado.

Em janeiro de 2005, é fundado Esporte Clube Primeiro Passo de Vitória da Conquista, legalmente instituído, equipe profissional, tendo como objetivo trazer Vitória da Conquista de volta ao cenário das grandes jornadas esportivas, fazendo um futebol competente não só gerando resultados, mas acima de tudo, apaixonando torcedores e criando novos cidadãos e profissionais de talento, capazes de devolver a alegria nas tardes de domingo a nossa cidade e região.

Em 2006 veio a primeira disputa oficial, o Campeonato Baiano da 2ª divisão, conquistada de forma invicta com 7 vitórias e 7 empates e a ascenção à primeira divisão.

Segundo Ederlane Amorim, o crescimento rápido até assusta: “Na verdade, me assusta tantas conquistas em tão pouco tempo e com o mínimo de apoio. Ederlane ainda lembra que é realizado “um trabalho muito importante na base do ECPP, revelamos  vários atletas nesse período. Temos um suporte estrutural que responde também por toda essa eficácia, como SEDE PRÓPRIA e CENTRO DE TREINAMENTO, que atendem a nossa demanda no momento.”

Outra conquista indiscutível do time foi da sua apaixonada torcida. “Sempre encontramos torcedores do Vitória da Conquista por onde passamos e inclusive nas partidas em outras cidades do estado ou mesmo fora da Bahia. Essa paixão da torcida nos incentiva a buscar realizar nossos sonhos”, disse o presidente.

 Revelações do ECPP em clubes das Séries A e B

O ano de 2016 não foi dos mais fáceis para o ECPP Vitória da Conquista, pois começou o ano sem estádio na cidade, tendo que mandar seus jogos na cidade de Ilhéus, distante quase 300 km de sua sede enquanto disputava duas competições: o baiano e a Copa do Nordeste.

Apesar disso o time conseguiu fazer uma boa campanha na Copa do Nordeste, mas no baiano acabou correndo até risco de rebaixamento.

Izael

Depois, ficou sem competição oficial até o final do ano, quando disputou a Copa Governador do Estado. Nesta, mostrou a sua força e foi pentacampeão.

Mas apesar dos problemas do início da temporada, foi um ano muito bom no sentido de revelação de jogadores da base. O primeiro deles foi o zagueiro Izael, que ainda da categoria Sub20 foi emprestado ao Internacional de Porto Alegre. E em pouco tempo, não só assumiu a titularidade, já tendo inclusive conquistado um título em torneio na Europa, como também assumiu o posto de capitão do time.

Ronilson

Outro que se revelou no segundo semestre de 2016 e já está em outro clube foi o lateral direito Ronilson. O lateral direito, de 18 anos foi para o Esporte Clube Vitória por empréstimo de um ano. Ronilson se destacou nas categorias de base do clube  e foi o titular da posição da equipe Campeã da  Copa Governador do Estado de 2016.

Halef

Por fim, no início desta semana, o atacante Halef, artilheiro da Copa do Estado 2016 foi negociado com o Cruzeiro, e assinou contrato de 3 anos com a Raposa.

São exemplos da seriedade do trabalho que é realizado pelo alviverde, dando um olhar especial para o as divisões de base e focando sempre em valorizar a prata da casa.

Esses foram apenas alguns dos jovens valores que passaram e muitos que ainda estão no alviverde, lutando por um futuro melhor dentro desse esporte, que ainda é considerado o esporte do povo brasileiro.