Categoria bancária se mobiliza contra a reforma da Previdência


Trabalhadoras e trabalhadores de diversos setores ocuparão as ruas de Vitória da Conquista, nesta quarta-feira (15), por um Dia Nacional de Lutas com Greves e Paralisações contra o desmonte da Previdência Social Pública. O movimento é contra a Proposta de Emenda Constitucional 287, que busca extinguir direitos previdenciários conquistados por meio de muitas lutas históricas dos trabalhadores.

Entre os absurdos propostos pelo governo Temer, por exemplo, alterações que visam aumentar o tempo de contribuição para aposentadoria integral para 49 anos de contribuição. O projeto estipula também 65 anos como idade mínima para homens e mulheres se aposentar e dificulta a aposentadoria para trabalhadores rurais, que precisarão completar 65 anos de idade e 25 anos de contribuição obrigatória e individual para terem acesso ao benefício.

O governo está pressionando para acelerar a votação da PEC, que já está em tramitação na Câmara dos Deputados. O SEEB/VCR se posiciona contra esta reforma que afetará de maneira negativa toda a classe trabalhadora e vai às ruas contra esta medida inescrupulosa do governo. “É inadmissível que nossos direitos sejam arrancados dessa forma. Os problemas desta reforma serão sentidos a médio e longo prazo, podendo ser o fim de uma Previdência Pública no país, não vamos aceitar retroceder. É necessário é esclarecer à população que, diferente do que vem sendo amplamente divulgado pelas propagandas institucionais do governo Federal, a Previdência Social não é deficitária, e a PEC é amplamente nefasta a todos os trabalhadores, assim, nosso Sindicato e outros movimentos sociais da cidade participarão esta manifestação com o intuito de mobilizar a população e cobrar dos deputados que votem contra esta proposta prejudicial a todos”, aponta Sarah Sodré, diretora de Assuntos Jurídicos do SEEB/VCR.