Pesquisadora da UESB ganha prêmio “Mulheres nas Ciências”

por Queila Chaves

A pós-doutoranda da Uesb, Lorena Andrade Nunes, foi uma das seis vencedoras da primeira edição do prêmio “Bahia pela diversidade – Mulheres nas Ciências”, realizado pelo Governo da Bahia. O prêmio, que valoriza a participação de mulheres em áreas da ciência ainda de predominância masculina, como as engenharias e ciências biológicas, tem como objetivo dar reconhecimento ao trabalho de cientistas que contribuem para o desenvolvimento da pesquisa e tecnologia no estado.

Lorena Nunes – segunda pessoa da direita – foi premiada na categoria Jovem Pesquisadora, na área Ciências Biológicas. Ela foi graduada pela Uesb, campus de Jequié, no ano de 2005. Desde lá, a pesquisadora trabalha com uma técnica denominada morfometria geométrica e tem várias linhas de aplicações como a conservação ambiental, reconhecimento de espécies e sua distribuição e, mais recentemente, aplicados em algumas linhas na saúde humana.

“Foi na graduação que aprendi a amar a pesquisa e dedicar a minha vida profissional nessa linha. Foi algo enriquecedor e uma realização pessoal pelo reconhecimento de todas as atividades e por todos os anos de dedicação e contribuição para a pesquisa no Estado. Achei uma excelente iniciativa, a começar por incentivar e valorizar a pesquisa no estado da Bahia e mais ainda as mulheres nessa área que muitas vezes não são reconhecidas”, comentou a premiada que atualmente é bolsista de pós-doutoramento pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Saúde em Jequié.

As vencedoras foram escolhidas por meio de consulta pública, realizada através do site da Fapesb. Além do troféu, elas receberam uma premiação em dinheiro. O prêmio é resultado de uma parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), a Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Assessoria de Comunicação UESB