Cincal cede muro para valorizar a arte urbana

 

A arte de rua é uma das mais importantes manifestações culturais de um povo. Em grandes cidades do Brasil e de outros países já faz parte do cotidiano, especialmente com o grafite, considerado uma representação artística que transmite mensagens importantes de determinados grupos sociais. Esta arte pode ser traduzida por meio de pinturas, esculturas ou instalações, mas sempre com uma relação de exposição urbana em ambientes livres, como em muros de grande escala.

 

 

Pegando carona nessa veia artística de rua que cresce em popularidade, reflexão e discussão, a Cincal, tradicional empresa de Vitória da Conquista que trabalha com materiais de construção, cedeu sprays de tinta e cerca de 200m do muro que circunda sua filial no Ibirapuera para o artista de street art Tiano contar, através de grafite, um pouco da história da cidade.

Além de dar visibilidade à arte e valorizar a cultura urbana, a ideia é embelezar parte da cidade de um jeito econômico e original e tornar o local um ponto de encontro e de convivência para a comunidade, considerando, inclusive, a questão da inclusão social. “O brasileiro, de uma forma geral, ainda não tem o hábito cotidiano de valorizar a produção local. Nós, da Cincal, pensamos de forma diferente. A gente sempre faz ações que valorizem a arte, o esporte, a cultura ou as questões sociais na cidade”, afirmou Camila Maia, administradora da Cincal.

“Nossa família migrou do Norte do país para cá. Essa intervenção também é uma forma de retribuir à cidade que nos acolheu”, complementou Junior Anastácio, que cuida do Comercial da empresa. Com previsão de conclusão do projeto artístico que será um dos maiores grafites do interior da Bahia para daqui a 30 dias, o local deve se transformar num ponto de visibilidade, atraindo crianças, jovens e adultos interessados no processo criativo da intervenção e na história que ela vai traduzir.

 

Nos muros da cidade – Tiano Vilarino é um jovem artista conquistense de 26 anos que trabalha com grafite há 15. Começou a ganhar projeção quando se associou ao movimento hip hop de Vitória da Conquista, ajudando a promover eventos em comunidades de bairros periféricos e desenvolvendo ações socioculturais com breakrap, DJ sets e grafite, além de oficinas de cultura hip hop para crianças e adolescentes.

Com a mensagem criativa, colorida e clara do grafite, Tiano passou a pintar murais em espaços cedidos pelo setor público, pela iniciativa privada ou pelas próprias comunidades onde atua. Os temas de seus painéis variam do manifesto social ao realismo artístico. Seu traço pode ser visto nos grafites que compõem o projeto “A Voz do Muro”, apoiado pela Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia, em que pintou o rosto de emblemáticas figuras da cidade, como o artista plástico J. Murilo, o escultor Cajaíba, o radialista Miguel Côrtes, o poeta, ator, músico e diretor de teatro Geraldo Sol, entre outros homenageados.

Tiano também grafitou uma parede com o rosto do teatrólogo e poeta Carlos Jeovah no teatro homônimo. Esta ação, aliás, recebeu apoio da Cincal. “É uma empresa que tem nos apoiado e isso é muito importante. Com esse tipo de incentivo, a visibilidade da arte urbana aumenta e mostra que Conquista tem se desenvolvido cada vez mais”.