Alunos da rede pública assistem, pela primeira vez, a um espetáculo de balé

Dançarinos de todas as idades deram alma ao enredo

Convidadas pelo Ballet Lorena Albuquerque, as crianças assistiram à 9ª edição do Festival Anual de Ballet

Vivenciar novas maneiras de enxergar o mundo garante diferentes oportunidades de futuro. Ciente disso, a Prefeitura de Vitória da Conquista busca firmar parcerias para que a população tenha sempre acesso à arte e a diferentes formas de cultura.

Uma dessas parcerias se transformou em convite para que os alunos da educação infantil municipal pudessem assistir, pela primeira vez, a um espetáculo de balé. O encontro entre as crianças e a arte aconteceu nesse sábado, 2, na 9º edição do Festival Anual de Ballet, graças a um acordo firmado entre o Ballet Lorena Albuquerque e a Secretaria Municipal de Educação (Smed) de Vitória da Conquista.

Para a coordenadora do Núcleo Pedagógico da Educação Infantil da Smed, Ronilda Oliveira, tirar a criança do espaço usual que ela frequenta semanalmente e mostrá-la outras formas de sentir o mundo é de grande importância para o desenvolvimento do potencial infantil. “As crianças têm potenciais que, muitas vezes, nem mesmo o adulto se dá conta. Levando-a a esses eventos culturais, ela pode interagir com outras crianças, ter um envolvimento maior com a comunidade e despertar esses potenciais”, explica a coordenadora.

Alunos da rede municipal ficaram encantados com o espetáculo

 

A 9ª edição do Festival Anual de Ballet teve como tema “Vida”. Dançarinos de todas as idades deram alma ao enredo, mas parecia que era na plateia que o tema se desenvolvia. Os olhos estavam vidrados no espetáculo quando a pequena Maria Paula Santos, 6 anos, foi indagada sobre o balé. “Estou muito feliz e gostando muito!”, contou. Sentimento dividido com Thayla Neri, de 9 anos. Para ela, não era possível explicar a felicidade que sentia. “Estou emocionada porque é a primeira vez que eu estou vendo um balé na vida”, esboçou. A pequena Samara Arruda, 8 anos, disse: “Contente é muito pouco!”, seguida logo de Ana Júlia Souza, 6 anos: “Hoje estou vendo as bailarinas! Estou muito feliz!”. As alunas são da Escola Municipal Zulema Cotrim e estavam acompanhadas das suas professoras. Texto e fotos: Ascom PMVC