Sucesso da Feira de Quadrinhos continua até sexta, 16

 Texto e imagens: Secom PMVC

Feira reúne os amantes das HQs

Quem conhece o universo das Histórias em Quadrinhos (HQs) sabe bem o que é se reunir com essa turma para conversar e discutir sobre super-heróis, desenhos, filmes e tudo o que faz parte deste universo, não é mesmo? Pois bem, foi pensando no incetivo a essa cultura que a Biblioteca Municipal, ligada à Secretaria Municipal de Cultura, estendeu a 1ª Feira de Quadrinhos de Vitória da Conquista até a próxima sexta-feira, 16

O evento conta com exposição de revistas de HQs, palestras e recortes icônicos deste universo. Além disso, a programação abrange a exibição de filmes relacionados a essa vertente e tem por objetivo dar visibilidade a algo que é presente no cotidiano das pessoas, por meio de livros, revistas, jornais, entre outros.

 

Na programação, exposição e exibição de filmes

 

O gerente da Biblioteca Municipal, Yuri de Souza Ferraz, afirmou que esta é uma importante forma de incentivo à educação e citou como exemplo o personagem das HQs de Maurício de Sousa, Chico Bento, que toca na questão da preservação ambiental, além de outros, explicando teorias físicas, transformando assuntos complexos em algo lúdico e pedagógico.

Para ele, a feira de quadrinhos busca atingir toda a comunidade. “Este é um espaço para que as pessoas que gostam de quadrinhos, possam vir, interagir, conversar, trocar opiniões e se conhecerem, para elas saberem que existe uma opção de lazer desse tipo na cidade”, declarou o gerente.

 

Yuri e Laluña comentam sobre a importância de uma feira deste tipo na cidade

 

Laluña, estudiosa e pesquisadora de quadrinhos, é graduada em História pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e atualmente coordena um Grupo de Estudo e Pesquisa em HQs na Uesb. Presente no evento, ela disse que para a população conquistense é de extrema importância que a Prefeitura realize mais eventos como este para dar visibilidade às produções nacionais e abrir ‘portas’ para o conhecimento por meio de várias linguagens e interpretações.

Segundo a pesquisadora, vários eventos de HQs estão acontecendo pelo país, impulsionando e mostrando cada vez mais pessoas ligadas na área, como quadrinhistas, desenhistas, editores, roteiristas, pesquisadores e pesquisadoras, sobretudo, destacando a representatividade feminina neste segmento. “Aproveito a oportunidade para convidar a população para a feira, que acontece na Biblioteca Municipal até a sexta-feira (9), das 8h às 18h, na Avenida Jonas Hortélio, bairro Recreio”, finalizou Laluña.

 

HQs fazem parte do cotidiano das pessoas, por meio de livros, revistas, jornais