CEREST busca garantir saúde ao trabalhador de Conquista e região

Texto e fotos: Secom PMVC

Serviço funciona na Avenida Joaquim Hortélio, nº 114, bairro Recreio

 

Para assegurar a saúde desses profissionais é que o Centro Regional de Saúde do Trabalhador (Cerest) atua em Vitória da Conquista e região.

 

O serviço, vinculado à Secretaria de Saúde de Vitória da Conquista, presta assistência especializada aos trabalhadores acometidos por doenças e acidentes relacionados ao trabalho. O Cerest dispõe de uma equipe multiprofissional formada por médico do trabalho, psicólogo, assistente social, enfermeiros e fisioterapeutas.

 

Durante o mês de maio, o serviço realiza uma programação especial para os servidores municipais de Vitória da Conquista. “Buscando evitar que este trabalhador adoeça, realizaremos palestras sobre estresse no trabalho e uma capacitação para identificar e notificar agravos para o servidor público”, informou a coordenadora do Cerest, Jamilly Gusmão.

 

Coordenadora do Cerest destaca programação especial para o mês de maio

 

Como ser atendido? – O trabalhador deve se dirigir ao serviço, situado na Avenida Joaquim Hortélio, nº 114, bairro Recreio. São atendidos trabalhadores encaminhados pela rede básica de saúde, trabalhador formal dos setores públicos e privados, trabalhadores autônomos e informais e desempregado acometido de doença relacionada ao trabalho.

 

“Ao chegar aqui, o trabalhador passa pelo acolhimento, quando seu perfil para o serviço será identificado. Depois, ele é atendido pelos demais profissionais, de acordo com a sua patologia. Após essa investigação, o trabalhador recebe um relatório, que chamamos nexo ocupacional, que comprova que aquele agravo ou aquela doença está relacionado ao trabalho”, explicou Jamilly.

 

Os acidentes e as doenças relacionados ao trabalho vêm aumentado. Em Vitória da Conquista, a principal queixa, segundo a coordenadora do Cerest, são as lesões do sistema osteomuscular (LER/DORT), causadas por fatores muito comuns devido a locais de trabalho inadequados, movimentos repetitivos e pressões.

 

Em 2017, o Cerest teve 43 notificações de doenças relacionadas ao trabalho. Em 2018, já foram 35 relatórios. Foram registrados 40 acidentes graves de trabalho no período de janeiro a abril de 2017. Este ano, no mesmo período, o número caiu para 15 casos.

 

Prevenção no trabalho – Para que estes números diminuam, o Cerest, além de prestar assistência direta ao trabalhador, ainda atua na promoção e prevenção à saúde. Para isso, o serviço realiza visitas nas empresas para conhecer a rotina dos trabalhadores e informar sobre os riscos. “Após essa visita, emitimos um relatório para a empresa e para o Ministério Público a fim de que a empresa se adeque às normas de saúde e segurança”, contou a coordenadora.