Prefeitura realiza seleção para o projeto Cidadão Aprendiz

Prova foi aplicada na Rede de Atenção

 

Aconteceu nesta terça-feira, na sede da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente, a seleção para o projeto Cidadão Aprendiz, uma iniciativa conjunta da Prefeitura com o Ministério do Trabalho e o Instituto Federal da Bahia (Ifba), que conta com o apoio do Ministério Público da Bahia e do Ministério Público do Trabalho.

 

Nesta etapa estão sendo ofertadas 30 vagas para adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade e risco social, vinculados a órgãos de acolhimento governamentais e não governamentais do Município.

 

Os aprovados na seleção irão trabalhar na prefeitura por dois anos, com carteira de trabalho assinada na modalidade aprendiz, em regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). “Nós optamos por uma seleção simples, composta de um texto, onde estamos avaliando questões de coerência, leitura e escrita. Além da prova escrita, será avaliado o perfil socioeconômico de cada candidato”, explica Camilla Fischer, coordenadora da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente.

 

O Cidadão Aprendiz consiste em um projeto de aprendizagem profissional e será implantado no município dentro da modalidade de cotas sociais, com qualificação teórica e prática.

 

A Prefeitura será a responsável pela qualificação prática dos jovens e o Ifba será o responsável pela sua formação teórica, que se dará na área administrativa e de apoio a usuários de informática. Além disso, os jovens contam com o apoio da Rede de Atenção ofertado por uma equipe técnica composta por psicólogo, pedagogo e assistente social durante todo período de contrato.