Receita Federal recebe exposição fotográfica do Proler

 

Ao longo desta semana, a Receita Federal de Vitória da Conquista está sendo palco da exposição fotográfica “Linguagens do Campo em Memórias – Saber Memória”. A mostra é fruto de fotografias do professor e fotógrafo Valdomiro Marques, durante o 26º Encontro de Leitura do Proler, realizado no último ano, no distrito de Cabeceira.

 

As imagens retratam cenas cotidianas locais, como a vegetação, o trabalho no campo e em olarias, moradores e manifestações culturais e religiosas. A atividade envolveu estudantes do Círculo Escolar Integrado de Cabeceira, onde o fotógrafo também atua como professor. “Nossos alunos e professores passaram a conhecer melhor até o seu próprio povoado com as fotografias”, relata Valdomiro.

 

Ainda de acordo com ele, a experiência cultural, educativa e artística proporcionada pelo Proler às comunidades locais trouxe muitos ganhos. “Foi um momento ímpar na nossa escola. Para Cabeceira, para o corpo de professores e de alunos da escola, foi de excelência e incomparável o ano de 2017”, afirma.

 

 

De acordo com a coordenadora do Proler, professora Heleusa Câmara, existe uma preocupação do projeto em compartilhar os trabalhos realizados, principalmente quando eles vêm de localidades afastadas da sede do município. “É a hora de irmos compartilhando os acontecimentos do povoado, trazendo para as instâncias públicas, a fim de que as pessoas vejam como os nossos professores, alunos e moradores merecem um reconhecimento, pois poucas pessoas os conhecem”, justifica.

 

A exposição fotográfica “Linguagens do Campo em Memórias – Saber Memória” permanece até esta sexta-feira (03) no prédio da Receita Federal, localizado na Praça Virgílio Ferraz, no centro da cidade. Após essa data, ela continuará circulando por outros espaços.