Projeto Educarte encerra oficina de férias com apresentação de alunos

 

O Projeto Educarte, da Secretaria Municipal de Educação (Smed), funciona com o propósito de desenvolver atividades complementares voltadas aos alunos da rede municipal de ensino. No Espaço Cultural Glauber Rocha são ministradas oficinas de artesanato, xadrez, música, desenho, karatê e dança, que funcionam durante todo o ano letivo.

 

Devido a uma grande procura pelo projeto, pelo segundo ano consecutivo acontece o curso de férias do Educarte, onde são oferecidos os cursos em aulas intensivas. No encerramento houve as apresentações e exposições dos trabalhos dos alunos participantes.

 

 

A Coordenadora do Projeto, Fabrine Soares, fala que o interesse das crianças pelo projeto é importante para a continuação do curso durante o período de férias. “Há um grande engajamento das crianças para a produção artística. Os pais também participam e podem acompanhar o desenvolvimento de seus filhos”, explica a Coordenadora.

 

 

Entre as apresentações, um dos destaques foi a oficina de artesanato com material reciclável, feita pelo Professor de jogos lúdicos matemáticos, Joselito Amorim. Para o educador, a iniciativa gerou excelentes resultados: “foi importante ensinar as crianças, além de aprender matemática através dos jogos, a construção dos próprios brinquedos com material descartável. Isso desperta neles uma consciência sobre a importância de preservar o meio ambiente”.

 

 

Aluna do Educarte, Ayla Venturine de 8 anos, foi uma das crianças participantes da oficina de material reciclável. Ela mostra com satisfação o resultado de duas peças produzidas por ela, feitas a partir de uma caixa de leite, pedaços de tecido, tinta e espuma. A estudante ressaltou a importância da experiência que o projeto tem lhe proporcionado. “Eu vim para aprender a produzir meus brinquedos, pois sou uma criança que gosta muito de brincar. Eu aprendi a fazer muitas coisas e amo o projeto Educarte”, ressalta Ayla. Texto e imagens: Secom PMVC.