Conservatório Municipal de Música mantém tradição de formar artistas

Sexta-feira, 22 de novembro, Dia do Músico

 “Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer;
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção…”

(Oswaldo Montenegro)

Texto e imagens: Secom PMVC

O Dia do Músico é comemorado nesta sexta, 22 de novembro. A data faz referência à nomeação de Santa Cecília como padroeira dos músicos e, desde então, os artistas que dominam a técnica e arte de dar harmonia e melodia aos sons, através de instrumentos, são os homenageados neste dia.

Em Vitória da Conquista, vários eventos, projetos e espaços são dedicados à música, a exemplo do Conquista Natal de Luz, Arraiá da Conquista, da Filarmônica Maestro Francisco Vasconcelos, do Conservatório Municipal de Música, do Teatro Carlos Jeovah, e diversas outras atividades de valorização dos músicos regionais.

O secretário de Cultura Adriano Gama, que também é músico, destaca que a Prefeitura tem priorizado os artistas regionais em seus eventos. “O Governo Municipal sempre tem incentivado a produção musical da cidade, trabalhando na formação de músicos e disponibilizando também outros espaços para que os artistas possam se apresentar”, garante Adriano.

Neste Dia do Músico, vale a pena destacar o trabalho de formação de músicos realizado pelo Conservatório Municipal de Música. Lá, são ofertados cursos gratuitos em diversos instrumentos musicais, como: piano, teclado, violão, flauta doce e transversal e teoria musical. Além de ser a principal escola de música da cidade, é a única mantida por uma prefeitura em todo o interior da Bahia e, desde sua fundação, em 1974, é referência na formação de músicos da região.

Administrado pela Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, o Conservatório hoje está localizado no Centro Cultural Glauber Rocha – Zona Oeste da cidade, em um espaço amplo, confortável e acessível para os músicos se dedicarem à arte. Segundo o secretário Adriano Gama, o local é o que melhor representa a categoria musical em Vitória da Conquista. “É uma escola cujo legado está na formação de grandes músicos da cidade, que são reconhecidos pelo mundo afora”, ressalta.

Pioneirismo do Conservatório Municipal de Música – Larissa Almeida, de 12 anos, faz aulas de piano há menos de um ano e já demonstra grande habilidade com o instrumento. Ela conta que sua mãe procurou o conservatório após perceber seu gosto pela música. “Minha mãe fez a inscrição sem que eu soubesse. Depois, me trouxe para a entrevista de seleção, feita pelo professor Joadson, onde fui aprovada”, conta.

O coordenador do Conservatório Municipal, Daniel Novaes, relata que, atualmente, são 320 alunos matriculados nos três turnos, com aulas que acontecem em dois dias da semana. “O número de vagas é extenso, porém limitado. Fazemos a seleção de acordo com a aptidão artística do candidato e selecionamos aqueles que realmente demonstrem vontade de aprender e se dedicar à música. O requisito não é ser profissional, mas ter a sensibilidade artística, independente de idade ou classe social”, explica.