fbpx

Projeto de extensão da UESB é destaque nacional

PMVC

O Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente da Uesb, projeto de extensão do curso de Direito, idealizado e coordenado pelo professor Carlos Públio, foi um dos projetos apresentados e avaliados no XXIV Congresso Nacional da Associação Brasileira Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude (ABMP). Com o tema “Justiça em rede: articulação e ação sistêmica para a garantia efetiva de direitos de crianças e adolescentes e seu atendimento adequado”, o evento aconteceu nos dias 16, 17 e 18 de maio, em Natal, Rio Grande do Norte, e reuniu diversos especialistas da área.

O Núcleo foi selecionado entre vários trabalhos acadêmicos para ser apresentado em um dos eixos temáticos do evento. A exposição do projeto foi feita pelo advogado Michael Farias e pela assistente social Carmelúcia Santana, ambos componentes da equipe interdisciplinar que realiza o atendimento especializado de crianças e adolescentes em situação de violência.

A iniciativa da Uesb foi aplaudida pelos participantes do congresso. Segundo o Promotor de Justiça Millen Castro, diretor da ABMP, o Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente mereceu destaque pela concretização da ideia de verdadeira extensão universitária. “Ao mesmo tempo em que a Uesb, por meio dele, presta relevante serviço em prol de crianças e adolescentes em situação de risco, oferece a seus alunos a oportunidade de conviverem com a especificidade interdisciplinar em defesa dos direitos desse público. Ademais, possui um plus: desperta nos universitários a semente como futuros ativistas em busca da implementação da prioridade absoluta infanto-juvenil”, destaca.

Para Michael Farias, gerente de execução do projeto, a apresentação do Núcleo no congresso como ação extencionista interdisplinar “referencia o projeto de extensão como modelo de êxito na defesa de direitos humanos de crianças e adolescentes, e, ao mesmo tempo, demonstra que o curso de Direito da Uesb está integrado aos grandes debates nacionais”. Na visão de Carmelúcia Santana, assistente social da equipe, a apresentação no congresso foi muito positiva. “O Núcleo demonstrou a importância do trabalho em rede e o papel que a Universidade deve desempenhar no enfretamento aos diversos contextos de violência, de maneira que se melhorem os índices sociais”, conclui.

O Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente funciona na rua 10 de novembro, nº 163, no centro de  Vitória da Conquista.  Para conhecer mais, entre em contato pelo telefone (77) 3421-0939.  Assessoria de Comunicação UESB.