PMVC

Mutirão do Empreendedor Individual no 2 de Julho


Mobilização terá capacitação gratuita para Empreendedores em Salvador e 28 municípios do interior da Bahia

 

PMVC

Uma grande panfletagem, mostrando as vantagens de ser um Empreendedor Individual e as ações de capacitação e atendimento em Salvador e no interior da Bahia, vai marcar o lançamento do Mutirão do Empreendedor Individual no Estado. O evento acontece durante o cortejo do 2 de Julho, no centro da capital baiana, considerada a maior festa cívica dos baianos, quando é comemorada a Independência da Bahia.

Depois do feriado do 2 de Julho, o Sebrae Bahia integra a Mobilização Nacional, de 3 a 7 de julho, oferecendo capacitações gratuitas e orientação empresarial com o apoio de parceiros como Previdência Social, Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo (Sucom), Sindicato das Empresas Contábeis e de Serviços (Sescap Bahia), Vigilância Sanitária, SAC Empresarial, Secretarias Estadual de Indústria, Comércio e Mineração e de Administração.

Na Bahia são 187,2 mil Empreendedores Individuais registrados, sendo 64,3 mil em Salvador. Com esta mobilização, o Sebrae Bahia espera formalizar mais de seis mil novos Empreendedores, além de realizar oficinas e atendimento para 6.590 Empreendedores Individuais.

Grande Tenda do Empreendedor Individual

Para ampliar o atendimento, o Sebrae vai instalar uma grande tenda, em frente ao Shopping Iguatemi, em Salvador, de 3 a 7 de julho. O atendimento na Tenda será das 9h às 18h, dividido em duas áreas: a Tenda 1, “Quero ser Empreendedor Individual”, com 10 balcões para formalização e duas salas para palestras e oficinas – para aqueles que já possuem um negócio e querem regularizar o mesmo ou iniciar um negócio dentro da formalidade; e a Tenda 2, “Já sou Empreendedor Individual”, com 10 guichês de atendimento e uma sala para palestras e oficinas – para quem precisa de orientação relacionada à gestão do negócio, oportunidades de crédito e capacitação.

Na Tenda do Iguatemi serão oferecidas 12 turmas, totalizando 360 vagas. Entre as oficinas estão as de crédito e seis soluções do programa Sebrae Empreendedor Individual (SEI), como comprar, vender, planejar, unir forças para melhorar, controle de dinheiro e empreender.

Em Salvador, o mutirão conta ainda com as parcerias da Previdência Social, Sucom, Sescap Bahia, SAC Empresarial e Vigilância Sanitária. Todos esses parceiros estarão fornecendo informações para os empreendedores que estiverem presentes no mutirão.

De acordo com o superintendente do Sebrae Bahia, Edival Passos, uma das metas da Semana do Empreendedor Individual é a realizar 62 oficinas nos 32 Pontos de Atendimento do Sebrae na Bahia, ligados às regionais de Feira de Santana, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Juazeiro, Barreiras, Jacobina, Ilhéus,Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista, beneficiando um total de 28 municípios, além da capital Salvador.

“Nosso objetivo com esta mobilização é ajudar com palestras de orientação e oficinas de melhoria na gestão, para que os empreendimentos na Bahia sejam sustentáveis e que não corram o risco de fechar. Vamos mostrar que o Empreendedor Individual é uma das maiores políticas sociais já criadas pelo Governo, porque possibilita a legalização, a baixo custo, de trabalhadores por conta própria que antes viviam na ilegalidade, sem acesso a benefícios da Previdência, a crédito e a capacitações”, explica Edival Passos.

Registro

Empreendedor Individual é o trabalhador por conta própria que ganha, no máximo, R$ 60 mil por ano e se dedica a atividades como cabeleireira, costureira, artesão, ambulante, salgadeira, vendedor de roupas, pedreiro, encanador e eletricista, entre outras. Atualmente, mais de 400 atividades podem ser enquadradas dentro do registro de Empreendedor Individual.

O registro do EI é gratuito e pode ser feito no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). Para se manter na categoria, os formalizados pagam uma taxa fixa mensal de 5% sobre o salário mínimo para a Previdência Social, hoje R$ 31,10, para ter acesso a benefícios como aposentadoria e salário-maternidade, mais R$ 1 de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), se atuar na indústria ou comércio, ou R$ 5 de Imposto sobre Circulação de Serviços de Qualquer Natureza (ISS), se for da área de serviços.