fbpx

Fogo no DISEP: Polícia Civil prende autores

Polícia Civil prende indivíduos que atearam fogo no pátio de veículos apreendidos do DISEP

Uma investigação da DRFR- Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos e do NTE – Núcleo de Tóxicos e Entorpecentes da Polícia Civil de Vitória da Conquista, culminou nesta manhã Quarta – feira (26) os autores que atearam fogo no Distrito Integrado de Segurança Pública – DISEP.

Logo após o incêndio ocorrido neste distrito, no último dia 23 do mês em curso, foram iniciadas as investigações, uma vez que a equipe de investigadores desta especializada estava no momento do incêndio, quando foram levantadas algumas informações as quais foram corroboradas nesta data, culminando na prisão dos dois autores sendo eles Kennedy Araujo Lemos, 23 anos e o menor A.S. S 17 anos.

Nesta data, a equipe da DRFR conseguiu identificar através do banco de dados de fotos a pessoa de Kennedy Araujo Lemos, sendo o mesmo apreendido, quando confessou ser um dos autores do incêndio, o mesmo também informou que tinha drogas em sua residência na Rua Caracas N° 91, bairro Jurema, sendo que uma equipe do NTE compareceu no local onde apreendeu 05 (seis) tabletes de maconha pesando aproximadamente 20 gramas.

Ato contínuo, o segundo autor (menor de 18 anos) foi identificado, sendo localizada sua residência. Insta ressaltar que no momento da chegada das equipes de polícia, o menor tentou fugir, sendo contido, quando de pronto também assumiu ter participado do crime. Ainda, informou que no dia do ocorrido, fora interpelado por sua mãe, a qual sentiu o cheiro de gasolina em suas mãos.

Cabe Ressaltar que segundo fora levantado, o conduzido Kennedy, no dia do incêndio, por volta das 17h00min se deslocou ate o Posto Belo Jardim, onde comprou 02(dois) litros de gasolina, com os quais o mesmo fez dois coquetéis molotove, denotando que o crime fora premeditado. Ainda, que logo após a prisão dos mesmos, chegou uma denúncia anônima de que havia um mandante, sendo este a pessoa de Nino, traficante que se encontra detido no Presídio local. Fato este que será devidamente apurado, no decorrer do inquérito.

Em nota oficial a polícia informou que os dois suspeitos agiram cumprindo ordem de um presidiário, que foi preso por tráfico de entorpecentes. A polícia disse ainda que o traficante ordenou o ataque ao pátio de veículos em represália ao seu encaminhamento à prisão. Ao serem detidos, os dois confessaram o crime. Eles disseram à polícia que utilizaram coquetéis molotov feitos com dois litros de gasolina e jogaram por cima do alambrado que separa o pátio da via pública. Polícia diz que os carros incendiados serão periciados e colocados a leilão posteriormente.

 Kennedy Araujo Lemos foi autuado em flagrante e encaminhado para o Presídio Nilton Gonçalves. O menor foi encaminhado para o Ministério Público.