UESB faz história em Aula Magna

Ministra dos Direitos Humanos visita Universidade e tema ganha destaque em palestra
por Mariana Lacerda

Respeito à pluralidade e democracia. Nenhum local mais apropriado para abarcar esses conceitos como aquela que contempla o universo no próprio nome: a universidade. Foi assim que a Aula Magna marcou um dia histórico na Uesb e reuniu discentes, docentes, funcionários e a comunidade externa para a palestra da ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário Nunes. O tema central – Direitos Humanos – tem sido destaque na Uesb e foi vivenciado na prática antes mesmo da abertura. Diversos movimentos sociais marcaram presença, e representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e discentes manifestaram-se democraticamente e expressaram suas reivindicações, evidenciando que a Universidade é um espaço aberto e propício ao diálogo.

O evento contou também com a participação de autoridades políticas, como o prefeito municipal Guilherme Menezes, que destacou a importância de Vitória da Conquista receber a visita de uma representante da Presidência da República e que a Prefeitura e a Universidade sejam parceiras em ações em prol da comunidade, não somente na área dos Direitos Humanos. “Direitos humanos é uma política maior que diz respeito a todos os direitos: direito à vida, direito à liberdade, direito a ser respeitado, direito a ter direitos. Eu me sinto muito honrado por esse momento maior que a Universidade, a Prefeitura e a nossa cidade, por intermédio dessas duas Instituições, vive”, afirma.

Democracia, liberdade, disputa de terras, tráfico de pessoas e maioridade penal foram algumas das questões abordadas pela ministra, evidenciando ações da sua Pasta, entre elas, a parceria com o Centro de Referência em Direitos Humanos (CRDH), projeto da Uesb, campus de Jequié. Ela conta que acompanhou o início do trabalho e que vê o quanto hoje ele já se ampliou e possui realizações significativas. Nunes defende que a Universidade tem um grande poder porque possui respeitabilidade na comunidade e é o lugar do saber. “Com o objetivo de juntarmos as necessidades das pessoas com esse saber sistematizado podemos atender melhor e todos ganham com isso, principalmente a Universidade que coloca pra dentro dos seus muros a vida do Brasil, pensa sobre isso e contribui pra transformar esse país em um lugar cada vez mais justo”. 

A ministra visitou também a TV Uesb e Uesb FM. Sua presença no campus de Vitória da Conquista mobilizou a comunidade acadêmica e colocou mais uma vez em destaque uma das vertentes que tem trazido à Uesb o reconhecimento de uma Universidade de qualidade. O pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, Fábio Félix, lembrou que o CRDH é o único do estado e enfatizou a importância de a ministra participar da Aula Magna.  “A visita da Ministra à Uesb significa a renovação do nosso compromisso enquanto universidade pública em continuarmos a construir uma política educacional que, em última análise, signifique também a construção dos direitos humanos. Esse momento renova o compromisso da Uesb de se consolidar cada vez mais como uma universidade que constrói efetivamente, através do trabalho de todos, uma ordem social mais democrática, cidadã, justa e igualitária”, pontua o pró-reitor.