PMVC

Justiça do Trabalho anula eleições dos rodoviários

A eleição do Sindicato dos Rodoviários aconteceu no dia 03 de janeiro de 2013, somente com uma chapa, liderada pelo atual presidente, Carlos Fernandes, pois, este juntamente com a comissão eleitoral impugnou a chapa de oposição, de forma arbitrária, sem respeitar o direito de ampla defesa e do contraditório.

A situação se agravou mais ainda, quando as empresas Serrana e Vitória demitiram 12 (doze) de seus funcionários que participaram da campanha eleitoral, um dia após essa eleição.

PMVC

Assim sendo, ficou evidente que as empresas não iriam permitir que ninguém poderia questionar os interesses dos sindicalizados.

Porém, os componentes da Chapa 2 de oposição, que ficou prejudicada mais os Advogados Toni Alcântara e Danilo Bastos foram até ao Ministério Público do Trabalho para denunciar as possíveis agressões aos direitos dos trabalhadores. A partir das informações dos membros da chapa de oposição, testemunhas e fartas provas documentais, o procurador ajuizou uma Ação Civil Pública com o objetivo de anular a eleição. Agora, no dia 04 de julho a juíza Cyntia Cordeiro Santos decidiu ANULAR A ELEIÇÃO DO SINDICATO DOS RODOVIÁRIOS.

Ainda por decisão judicial, novo processo eleitoral deve começar nos próximos 07 dias será organizado por entidades da sociedade civil e do poder público e também contará com a fiscalização do Ministério Público do Trabalho. Novas eleições devem acontecer nos próximos sessenta dias.