PMVC

Presidente do STF diz que está lisonjeado

presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, disse ontem que está “lisonjeado” com os números da pesquisa Datafolha divulgados no domingo. No levantamento, o ministro tem 13% das intenções de voto quando o nome do PT é o ex-presidente Lula. Passa para 15% quando a candidata é a presidente Dilma Rousseff. Na pesquisa anterior, feita no início de junho, ele tinha 8% nos dois cenários.

Na pesquisa Datafolha, o presidente do STF aparece atrás de Dilma, Lula e da ex-ministra Marina Silva (Rede Sustentabilidade). Está empatado com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e à frente do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

Na maioria dos casos, uma pessoa tem que estar filiada a um partido político com um ano de antecedência caso queira disputar um cargo eletivo. Mas a legislação eleitoral tem algumas exceções: magistrados, membros dos Tribunais de Contas e do Ministério Público podem se filiar faltando seis meses para o pleito, desde que se afastem de seus cargos.

PMVC

Ontem, estava programada a última sessão do semestre do STF, mas não ocorreu por falta de quórum. Além de Barbosa, apenas quatro ministros apareceram: Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Rosa Weber e Luiz Fux. Pelo regimento interno do STF, são necessários pelo menos seis dos 11 ministros para haver deliberações.

– É a nossa última sessão. Sessão meramente formal, mas não teremos nenhuma deliberação por força da ausência de quórum – disse Barbosa. (O Globo)