PMVC

Vadinho Barreto e o Projeto Quintas de Maio


O projeto Quintas de Maio volta com força total dia 4 de outubro pela segunda vez com o 
maior seresteiro da Bahia, o grande Roberto Scania, na AABB, 22 h oras com o show “Roberto canta Roberto”.

Concebido e criado pela inesgotável inspiração do compositor itabunense, e conquistense por adoção, Vadinho Barreto, o projeto “Todos os Cantos”, de 2006, cunhou a sua própria história. O sucesso do CD, infestado de virtuoses da voz, da pauta e do verbo, além do aval do tropeiro de cantigas Paulinho Pedra Azul, por si só, justificou o lançamento da acontecência  também em DVD em 2008. Agora, na seqüência, Vadinho nos brinda com mais um espetacular presente: o “QUINTAS DE MAIO” – de nome poético e também de imensurável relevância para a cultura conquistense, é um projeto concebido pela conjugação do trabalho e do talento de vários artistas, todos muito conhecidos no cenário musical destas plagas, tais como: Carlos Moreno; Missinho; Janio Arapiranga; Nayrla; Kleber Moreno; Mauré; Ricardo Marques; Saulo Boavista; Ton Ton Flores; Rosa Aurich; Rafael Barreto e “Brincando de Cordas”, para citar apenas alguns.

PMVC

Mas a figura de Vadinho Barreto, o idealizador desses múltiplos projetos, transcende a toda e qualquer referencia que se pretenda fazer a eles. Ainda na década de 80, Vadinho já promovia esses encontros culturais no Centro de Arte Fulô da Laranjeira, na efervescente Paulicéia. Por lá passaram muitos dos seus parceiros, como Saulo Laranjeira, proprietário do aludido  Centro, Paulinho Pedra Azul; Tom Zé; Ednardo; os irmãos Dércio e Doroty; Tavinho Laranjeira;  Diana Pequeno; João do Valle; Clodô; Climério; Sá; Guarabyra e outros. Além disso, Vadinho participou ainda em São Paulo, de vários projetos importantes, como o “Projeto Seis e Meia”, no Teatro Pixinguinha; shows estudantis na USP e em vários colégios do ensino médio, onde dividiu palco com Alaíde Costa, Tom Zé, Lúcio Barbosa, autor da canção “Cidadão”, gravada por Zé Ramalho, Zé Geraldo e outros. Sem contar que nessa época era freqüentador assíduo dos famosos Bares “Sujinho” e “Jogral”, onde conheceu pessoalmente grandes personalidades da música brasileira como Chico Buarque de Hollanda, Geraldo Vandré, Toquinho, Luiz Melodia, Rolando Boldrin, Artúlio Reis, Zé Keti, etc. Por fim, há de se registrar, ainda, que Vadinho é irmão de Vanda Barreto, proprietária de um dos mais badalados restaurantes da capital paulista, visitado por artistas da música, da TV, do Teatro, e do cinema, o que, certamente, facilita, ainda mais, o seu trânsito no mundo artístico.

Desde que chegou a Conquista, em 1982, Vadinho tem agitado a cultura local, com as mais variadas manifestações artísticas, sempre incentivando e lançando novos talentos; produzindo eventos e compondo ao lado de muitos parceiros  como Washington Coutinho, Janio Arapiranga, Nilson Natal, Wilson Aragão, Paulinho Pedra Azul,com quem compôs agora cinco canções em parceria, Ricardo Telles,com quem fez a musica carnataí interpretada por Daniela Mercury, Chiclete com Banana e grandes outros nomes da música popular brasileira, Saulo Laranjeira, Guarabyra, Allê Cruz, Jaime Cobra e, mais recentemente, nosso parceiro também, na medida em que viajamos juntos em algumas canções e, claro, ainda há outras tantas a viajar, como diria o poeta  Vinicius. Algumas dessas composições se tornarão conhecidas do grande público já no final desse ano, quando Vadinho lançará o seu mais novo disco solo.

No primeiro semestre de 2013 lançou o CD “Quintas de Maio”, com 40 artistas mineiros e baianos, entre eles João Omar, Alísson Menezes, Jânio Arapiranga, Juraildes da Cruz, Carlos Pitta, Nagib e Dominguinhos (in memória), Vadinho Barreto e Paulinho Pedra Azul, Jatobá, dentre outros.

A polivalência de Vadinho Barreto autoriza-me a compará-lo a um verdadeiro artista circense que, com a mesma desenvoltura e entusiasmo, desempenha, sob a lona varada pelo brilho das estrelas, e quase que a um só tempo, vários papéis: trapezista, violeiro, apresentador, cantor, bailarino, palhaço … mágico.

Isso! O Vadinho é o mágico que empresta a esses eventos todos a sua cartola, para dela retirar, além de coelhos e pombos, beija-flores, araras e sanhaços de todas as cores e também bem-te-vis, sabiás e canários de todos os sons.

Parabéns ao amigo Vadinho e a todos os demais artífices desses belíssimos projetos.

 Ronaldo Soares

Advogado, professor universitário e colaborador dos projetos

Vadinho Barreto nos brinda mais uma vez com esse lindo projeto “Quintas de Maio”, mostrando ao mundo o talento desses cantores, músicos e compositores do Sudoeste da Bahia.  Esses amigos inspirados e inspiradores da alegria, da paz e do amor. E viva a musica popular brasileira sempre. E um viva maior para quem acredita nela.

Meu carinho e abraços a todos.

Paulinho Pedra Azul.