Rui Costa é escolhido para o governo baiano

O anúncio do pré-candidato petista foi realizado na tarde de hoje (29), e contou com as presenças dos postulantes: Luis Caetano, Walter Pinheiro e Sergio Gabrielli

A definição do nome do candidato petista à sucessão estadual em 2014 foi concretizada na tarde de hoje (29), durante a reunião do Diretório Estadual realizada no Hotel Fiesta.

Na ocasião, foi aprovada a Proposta de Resolução que confirma o nome do Secretário da Casa Civil do Estado, como candidato petista ao governo por unanimidade. Durante o encontro foi aprovada também a convocação da Conferência Eleitoral para desenvolver a construção da tática e do programa de governo que deverá ser realizado no mês de janeiro e a realização do Encontro Estadual que está previsto para acontecer entre os meses de abril e maio, conforme o calendário nacional. “É neste momento que irá se consolidar as decisões políticas em relação a candidatura ao Governo, Chapas e Coligações. Hoje o nosso papel foi reafirmar de forma clara que a candidatura é em nome do PT e, portanto, indicamos o nome do companheiro Rui Costa para a disputa eleitoral em 2014. Também empossamos o novo Diretório e o novo presidente Everaldo Anunciação, mas amanhã (30), teremos a posse com um ato festivo”, lembrou Jonas Paulo.

O presidente eleito, Everaldo Anunciação, encerrou o encontro com agradecimentos. Ele fez referências ao papel e contribuição do seu antecessor para o crescimento do Partido no Estado, e reconheceu o amadurecimento político do PT durante as tomadas de decisões. “Jonas cumpriu muito bem o seu papel nesse período e agradeço o importante papel desempenhado por ele na construção dos processos do nosso partido. Agradeço também aos companheiros que concorreram as chapas e que tiveram a pré-disposição de transformar esse debate em um processo democrático”, avaliou.

 Sobre os novos desafios, Everaldo limitou-se a descrever a importância da unidade do partido durante as tomadas decisões, considerados por ele como fundamentais para dar continuidade ao projeto de mudanças no estado. “Os processos que estamos construindo com a ajuda de companheiros como Rosemberg Pinto, César Lisboa, Jonas Paulo, dentre outros, durante as últimas semanas, tem me deixado cada vez mais seguro. É a prova de que agente compartilha, de que agente faz um debate com conteúdo político e fraternidade e, por essa razão, não tem como não dirigir esse Partido com a convicção de que ele seguirá mudando a cara da Bahia e do Brasil”, concluiu.