Sabotagem na Copa do Mundo

Grupos de ativistas afirmam planejar invadir sites vinculados à organização da Copa do Mundo ou aos seus patrocinadores, como forma de protesto à realização do Mundial no Brasil. De acordo com a agência Reuters, o coletivo conhecido como Anonymous já decretou as páginas oficiais do torneio da Fifa como alvos para futuros ataques cibernéticos.
Embora não especifique as táticas de defesa, o governo brasileiro diz estar pronto para lidar com esse tipo de situação e evitar a atuação dos hackers durante o campeonato no país. “Seria imprudente para qualquer nação dizer que é 100% segura com relação a uma ameaça digital, mas o Brasil está preparado para responder a isso”, afirmou o general José Carlos dos Santos, chefe do comando cibernético do Exército.
Um dos integrantes do Anonymous, que promete participar da manifestação virtual e não quis se identificar, assegura que os grupos saberão driblar a segurança brasileira para promover as invasões. “Nós já estamos com tudo planejado, não acho que há muito o que eles possam fazer para nos impedir”, disse a Reuters. A Fifa ainda não se pronunciou sobre o assunto.