A Bíblia é o livro mais vendido no mundo

Nos últimos 50 anos, a Bíblia ocupa o primeiro lugar entre os livros mais vendidos do mundo. Wycliffe Global Alliance revelou que pelo menos 3,9 bilhões de pessoas têm uma Bíblia disponível em sua língua nativa.

E o mais interessante é a transformação que a Palavra de Deus pode causar na vida das pessoas. Basta conhecer o conteúdo da Bíblia através de um estudo sistemático e aplicar as orientações nela contidas, que sua vida nunca mais será a mesma.

As Escrituras Sagradas estão traduzidas hoje em mais de 2.800 das 6.877 línguas conhecidas no mundo moderno. Os livros de Antigo Testamento, datam de 1445 e 450 a.C. Já o Noto testamento data de 45 e 90 d.C.

A Bíblia foi escrita sob orientação divina, por mais de 40 autores, pessoas que trabalhavam em atividades diferentes, como pescadores, reis, pastores, um boiadeiro, um político, um médico, um cobrador de impostos, um sábio mestre judeu e mais, em muitos lugares diferentes, como no deserto, na prisão, em viagens, ilhas, em diferentes épocas, num espaço de 1.600 anos e em 3 continentes diferentes: Ásia, África e Europa. Todos escreveram sem se conhecerem entre si e sem qualquer contradição nos seus textos!

E até para se ler a Bíblia, há uma orientação notável. Não se trata de se abrir na primeira página e seguir lendo, como se fosse um simples romance de Eça de Queiroz. É preciso que cada texto seja meditado, estudado e obedecido.

A primeira remessa oficial de Bíblias chegou ao Brasil em 1822 – o ano da nossa independência política. É significativa essa conotação entre a chegada aqui da Bíblia em massa e a Independência do Brasil. A primeira, trazendo a emancipação espiritual; a segunda, a nacional ou política. Essa primeira remes­sa foi de 2000 exemplares.