PMVC

Mais de 840 mil estudantes: rede estadual de ensino

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia encerrou a matrícula 2015 com 845.038 estudantes matriculados nas 1.369 escolas dos 417 municípios baianos. Desde 24 de fevereiro, o processo aconteceu nas próprias unidades escolares, de forma simples e ágil, com envolvimento de estudantes, familiares, diretores e funcionários, que utilizaram recursos tecnológicos para facilitar a matrícula, incluindo a possibilidade de realizar o procedimento pela internet. Quem perdeu o prazo deve se dirigir a uma unidade escolar para efetuar a matrícula. O ano letivo começa na próxima segunda (9).
Segundo o secretário da Educação, Osvaldo Barreto, “a matrícula na rede estadual transcorreu com muita tranquilidade. Tivemos um desempenho muito exitoso, e isso é reflexo da organização e estruturação da Secretaria da Educação, que transformou o procedimento em uma atividade corriqueira da escola, deixando de ser um transtorno”.
O secretário lembra ainda o importante papel do Sistema de Gestão Escolar (SGE), da Secretaria da Educação, para a realização da matrícula integrada, que ocorre desde 2007, quando todas as escolas passaram a operar online. “O SGE permitiu um acesso à matrícula com comodidade e segurança para as famílias e os seus filhos”.
Outra particularidade da matrícula da rede estadual é o seu procedimento via internet, por meio do Portal da Educação, disponível para estudantes das redes estadual e municipal que já estão conectados com o SGE. O estudante, atualmente, pode se matricular de casa e, depois, vai à escola levar a documentação.
Pelas escolas 
Nas unidades escolares da rede de todo o Estado, o atendimento de matrícula contemplou a todos que procuraram uma vaga na rede estadual. A vice-diretora do Colégio Estadual de Itabuna, Cláudia Rosana Soares, destaca o trabalho realizado. “Tivemos uma demanda muito grande durante todos os dias de matrícula. Ressalto a importância da participação dos pais na vida escolar dos seus filhos porque acredito na parceria entre a escola e a família para que tenhamos bons resultados na educação”.
No Colégio Estadual Nelson Mandela, no bairro de Periperi, em Salvador, a diretora Olívia Costa também falou sobre a agilidade do processo. “O processo aconteceu de forma muito tranquila, durante todos os dias. Abríamos os portões às 6h da manhã e acomodávamos os alunos e os pais, que fizeram questão de comparecer, acompanhando os seus filhos. Além de termos disponibilizado cinco pessoas a cada turno para agilizar o processo, o sistema contribuiu para a agilidade da matrícula”.