Vereadores falam na Sessão Ordinária desta quarta-feira, 03 de março

Imagem Dudé destaca  compromisso e papel fiscalizador da Câmara no combate à Covid-19

Dudé critica aumento abusivo no preço dos combustíveis e defende compra de vacinas contra a Covid-19

Durante a Sessão Ordinária desta quarta-feira, 03, realizada pelo Sistema de Deliberação Remota (SDR), o vereador Luís Carlos Dudé (MDB), presidente da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, pautou seu discurso em dois assuntos importantes: o aumento abusivo no preço do combustível e a pandemia do novo coronavírus.

Sobre os combustíveis, Dudé destacou que cresceu em uma época em que havia o aumento abusivo de dois itens: cesta básica e combustível. Disse que o controle dos aumentos sempre foi de responsabilidade do Governo Federal e que nesse momento não é diferente. “Passamos por diversos momentos na nossa política. Na época de Fernando Henrique Cardoso veio a onda ‘Fora FHC’; Depois, a culpa foi de Lula, em seguida de Dilma. Agora, o Governo Federal não pode se furtar da sua responsabilidade. A culpa é do Governo Federal e ele tem que se explicar. É inadmissível chegarmos ao preço do litro da gasolina em R$ 10, no fim ano”, apontou.

Dudé afirmou que comunga com o pensamento de ACM Neto. “Nós precisamos unir forças, é um momento difícil, mas precisamos reconhecer a responsabilidade de cada um. É responsabilidade do Governo Federal, e devemos lembrar que a promessa dele era que  reduziria em 50% o valor dos combustíveis. Vamos cobrar”, disse.

Vacinação – O vereador defendeu a compra de vacinas contra a Covid-19 pelos Estados e Municípios. “É de vacina que nós precisamos para salvar vidas. As cidades estão se dispondo a comprar junto com os estados, precisamos salvar vidas”, afirmou, clamando aos deputados que derrubem o veto do presidente que proíbe a compra de vacinas pelos estados e municípios.

Serviços essenciais – “Temos que pensar em preservar vidas neste momento!”, falou o presidente, defendendo a definição de academias como atividade essencial: “Seguindo os protocolos de segurança, é preciso reconhecer essa atividade como essencial. É um trabalho psicológico, em que as pessoas cuidam do corpo e da mente”, explicou.

Ainda conforme Dudé, para vencer a Covid-19 é necessária a busca constante de soluções eficazes e ações que possam melhorar a qualidade de vida das pessoas. “Só assim vamos conseguir preservar a vida”, concluiu. 

Ivan Cordeiro defende criação da Região Metropolitana do Sudoeste da Bahia

Imagem Ivan Cordeiro pede cobertura para a feira de Inhobim e pavimentação da Rua Plínio Flores

O vereador Ivan Cordeiro (PTB) analisou o cenário da pandemia da Covid-19 em Vitória da Conquista e defendeu a criação da Região Metropolitana do Sudoeste da Bahia.

“A gente sabe que a pandemia do novo coronavírus colocou todos nós diante de grandes desafios. Percebemos a escassez de recursos em diversas áreas, principalmente na de saúde. A falta de leitos não é de hoje. Na rede estadual faltam leitos há muito tempo e nada é feito para resolver essa demanda”, comentou Ivan Cordeiro.

O vereador afirmou que não há dúvidas de que é preciso também fortalecer a economia e que ele, enquanto presidente da Comissão de Indústria, Comércio e Turismo, junto com os vereadores Orlando Filho (PRTB) e Fernando Jacaré (PT), vão lutar para fortalecer a economia de Conquista.

Ivan afirmou acreditar que uma estratégia para esse caminho de desenvolvimento é a criação da Região Metropolitana do Sudoeste da Bahia, e que com a criação da metrópole, além de recursos federais e estaduais que poderiam ser aportados, também se promoveria o planejamento de ações que possam dinamizar o verdadeiro desenvolvimento das cidades envolvidas.

“O Sudoeste da Bahia poderá ganhar um Hospital Metropolitano com aumento de leitos de UTI e redução das filas de espera”, afirmou Ivan Cordeiro.

O vereador ainda afirmou que é preciso mobilizar os representantes do sudoeste da Bahia, os deputados estaduais, para que possam levar este projeto para a Assembleia Legislativa a fim de ser debatido. “Fica aqui a minha defesa para a criação da Região Metropolitana do Sudoeste da Bahia, principalmente neste momento de crise, de pandemia, o que vai favorecer nossa região, nossa cidade, para a área da saúde”, finalizou Cordeiro.

Nelson de Vivi comemora asfaltamento da estrada do Iguá e critica lockdown

Imagem Nelson de Vivi discorda de medidas restritivas de lockdwon e toque de recolher

O vereador Nelson de Vivi (DEM), em seu pronunciamento na Sessão Ordinária desta quarta-feira (03), através do Sistema de Deliberação Remota (SDR), da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, comemorou o início das obras de asfaltamento da Estrada do Iguá, mas também usou seu tempo para criticar algumas medidas restritivas contra a Covid-19, em Vitória da Conquista.

“Hoje nós gostaríamos de parabenizar ao povo do Iguá e região pelo asfaltamento daquela estrada, que, graças a Deus, depois de muita demora, iniciou a obra”, disse Nelson.

O vereador afirmou que essa obra é de muitas mãos e destacou o papel do ex-vereador Vivi Mendes na busca por esta realização. “Eu, quando vereador, levei muitas vezes essa questão a Salvador. E o então secretário, o Marcus Cavalcanti, fez o compromisso de que naquele momento não poderia asfaltar e que só asfaltaria a estrada do Iguá após a inauguração do aeroporto”, disse Nelson, que completou: “E, graças a Deus, chegou a inauguração do aeroporto e chegou essa obra tão cobrada.”

O vereador, ainda, cobrou para que o asfalto, que será aplicado nos 5,4 km de pavimentação da estrada, seja de qualidade e dure bastante tempo.

Sobre a Covid-19, Nelson do Vivi reforçou ser contra a questão do lockdown “por entender que não há estudo científico que confirme que o lockdown resolveu em qualquer lugar do mundo”. O vereador ainda afirmou que “em qualquer país que mais se teve lockdown, a doença avançou mais ainda e morreu um maior número de pessoas”. Por fim, afirmou que é preciso união de todos no combate a esta doença.

Xandó cobra atenção da prefeita Sheila Lemos às necessidades da população

Imagem Xandó diz que prefeita “está deixando a cidade em situação de insegurança”


Alexandre Xandó (PT) cobrou da prefeita Sheila Lemos (DEM) atenção às necessidades da população conquistense. 

Ele disse que os servidores têm apresentado queixas até mesmo de questões simples como fardamento. “É uma vergonha o que o Governo Municipal faz com o servidor e com a servidora pública”, apontou ele.

De acordo com Xandó, os agentes comunitários de saúde estão sem receber fardamento desde 2018; “Só receberam em 2018, o fardamento de manga curta”, disse o parlamentar, apresentando a queixa recebida. “Não estão recebendo protetor solar com regularidade e tiveram o incentivo de pós-graduação cortado”, emendou.

Xandó afirmou também que os residenciais do MInha Casa Minha Vida não estão recebendo a devida atenção da prefeita. “Vila Sul e Vila Bonita estão abandonados. É preciso cuidar dos residenciais do Minha Casa Minha Vida”, disse. 

Covid-19 – A respeito da Covid-19, Xandó falou que o país vive um momento difícil. “Vivemos um momento de tragédia humanitária”, ressaltou. Ele se queixou da baixa porcentagem de vacinados. “Temos mais de 10% dos mortos por coronavirus do mundo e menos 3% de vacinados”, lamentou. 

Para o parlamentar, Bolsonaro vetou a compra de vacinas por estados e municípios por medo de perder o protagonismo no combate ao crescimento da doença. “O governo impede que municípios e estados comprem a vacina, com medo de perder o protagonismo”, concluiu.

Valdemir destaca: “não pode politizar. O inimigo é o vírus”

Imagem “Ninguém aqui quer lockdown. Queremos a vacina”, afirma o vereador  Valdemir Dias

O vereador líder da Bancada de Oposição, Valdemir Dias (PT), destacou que é preciso voltar a atenção para o combate à Covid-19. “A gente não pode politizar. O inimigo que temos a combater é o vírus”, disse ele.

Valdemir apontou a necessidade urgente de vacinar a população. “O Brasil é o 6º país do mundo em população, perdemos apenas para os Estados Unidos em número de mortes. Já estamos próximos a 300 mil pessoas mortas pela Covid-19”, apontou. 

Além da questão envolvendo a saúde da população, Valdemir disse que há também os problemas econômicos. “Não bastasse a pandemia ceifando tantas vidas, vem também a questão econômica e política levando pessoas à morte e à pobreza. O PIB do Brasil despenca em 2021. O menor desde a época de Collor, com o confisco da poupança”, lembrou. “A inflação voltou”, lamentou Dias.

Adinilson pede aprovação de projeto que torna igrejas e templos religiosos como atividade essencial

Imagem Adinilson anuncia manutenção em vias e iluminação pública em Lagoa das Flores


O vereador Adinilson Pereira (MDB) cobrou a aprovação do Projeto 17/2021, de sua autoria, que visa tornar as igrejas e templos religiosos como atividades essenciais. “Esse vírus maldito vem matando muitas pessoas, destruindo famílias e a fala de muitos colegas sobre o lockdown nos faz refletir sobre esse momento difícil que o nosso Estado vem enfrentando”, falou.

Segundo o vereador, não existe lockdown para bancos, casas lotéricas e ônibus cheios, mas quando se fala em igreja, há restrições. “Quando as pessoas adoecem vão aos hospitais e também às igrejas buscar auxílio pastoral”, contou.

Ele disse que os deputados estadual Samuel Júnior e federal Alex Santana solicitaram urgência na aprovação de projeto parecido na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados, para que as igrejas possam auxiliar as pessoas nesse momento.

Também aproveitou para cobrar a execução de suas indicações pelo Executivo Municipal, principalmente referentes ao saneamento básico na Lagoa das Flores.

Chico Estrella questiona aplicação de recursos destinados ao combate da Covid-19

Imagem Chico Estrella questiona desencontro de informações sobre doses de vacina destinadas ao município

Chico Estrella (PTC) questionou os investimentos feitos pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista com os recursos destinados ao município pelo Governo federal. Ele criticou os gastos do Poder Executivo com assessorias e o comprometimento desses recursos com atividades que considerou, pouco eficazes.

Para ilustrar a crítica, Chico Estrella questionou os gastos que a prefeitura vêm acumulando com a Guarda Municipal. “O governo já gastou mais de R$ 1 milhão e até agora não conseguiu colocar um guarda na rua”, destacou Chico. Ele cobrou da Câmara Municipal uma fiscalização mais efetiva em relação a esses gastos do Governo Municipal.

O vereador saiu em defesa dos comerciantes de Vitória da Conquista, afirmando que a categoria não pode ser considerada como vilã na proliferação dos vírus da Covid-19. Ele criticou também a falta de controle no fluxo de pessoas dentro das agências bancárias da cidade, cobrando fiscalização nesses espaços como medida sanitária. “Não dá nem para comparar a quantidade de gente que circula dentro das agências com o volume de consumidores que adentram as lojas do nosso comércio. Infelizmente, só o pequeno empresário tem sido penalizado”, finalizou o vereador. 

Lúcia Rocha lamenta gravidade da pandemia e cobra mais leitos nos hospitais de Conquista

Imagem Lúcia Rocha relata preocupação com a pandemia da Covid-19

A vereadora Lúcia Rocha (MDB) iniciou o seu pronunciamento na Sessão Ordinária  Virtual, realizada na manhã desta quarta-feira, 03, para relatar a situação da pandemia no Município de Vitória da Conquista. “Infelizmente não tem como falar de outro assunto que não seja a pandemia do coronavírus”, lamentou.

Ela lembrou que o governador decretou lockdown até 05h da manhã desta quarta-feira, para tentar conter o avanço da doença. Disse que 100% dos leitos de hospitais estão ocupados. “Hoje foi decretada a reabertura das atividades econômicas na cidade, de forma sábia. Como resolver um problema criando outro?” questionou.

Lúcia alertou que com o fechamento dos serviços considerados não-essenciais, os pais de família deixam de levar o pão e o leite para casa. “Pessoas perdem os empregos, lojas fecham portas, isso não é gestão”, afirmou.

A vereadora disse que é preciso mais leitos nos hospitais, e a realização de campanhas educativas sobre o uso de máscaras e do álcool gel na higienização das mãos. “É preciso mais conscientização da população”, disse, defendendo a vacina para todos o mais rápido possível.

Mês da Mulher – a parlamentar lembrou que no mês de março é comemorado o Dia da Mulher, e aproveitou para citar o Projeto de Lei nº 106/2019, de sua autoria, que tem por objetivo a implantação do hospital especializado na saúde da mulher em Vitória da Conquista.

Finalizou relatando indicações de sua autoria, apresentadas na manhã desta quarta-feira, solicitando da Secretaria de Mobilidade Urbana, a pavimentação asfáltica em diversas ruas dos bairros Primavera, Urbis V, Rua J, no bairro Kadija, entre outras.

Nildo denuncia ônibus superlotados e pede mais fiscalização da prefeitura no combate à Covid-19

Imagem Nildo Freitas pede realização de obras em todos os bairros da cidade

“Eu quero já adiantar que não tenho nada contra as obras que estão sendo feitas na Av. Olivia Flores. São obras importantes? Sim. Mas se a gente levar em consideração outros bairros da cidade, é algo vergonhoso”, afirmou Nildo Freitas.

O vereador destacou outros pontos de Vitória da Conquista que, de acordo com ele, também merecem a mesma atenção que está sendo dada à Avenida Olívia Flores, que terá investimento de R$ 1,3 milhão, com recursos oriundos do Financiamento à Infraestrutura e Saneamento (FINISA). “Eu queria chamar a atenção da prefeita em exercício para que ela faça com que obras importantes também sejam realizadas em outras áreas da cidade”, disse Nildo.

Freitas exemplificou o canal em frente ao Restaurante Popular, no bairro Jurema, que já teve a contenção desabada. Segundo ele, os comerciantes afirmam que o prefeito Herzem Gusmão já teria prometido a resolução do problema, mas que nada foi feito ainda.

Ele cobrou também atenção para o asfaltamento do loteamento Vila Oeste, próximo ao IFBA, e do bairro Jardim Valéria, que também aguarda a melhoria da infraestrutura local.

“Não sou contra o que está sendo feito na Av. Olívia Flores, mas quero que a mesma atenção que está sendo dada lá, ocorra em outros bairros da cidade”, finalizou Nildo Freitas.