Julho Amarelo: Prefeitura lança campanha de combate às hepatites virais

Neste ano, a campanha do Julho Amarelo em Vitória da Conquista coloca em ação o Plano de Eliminação da Hepatite C, que tem como meta a eliminação dessa cepa até o ano de 2030, com a testagem frequente (teste rápido) de grupos prioritários da população, além de uma ação de buscar junto às unidade de saúde a testagem de pelo menos uma vez ao longo da vida. “As ações da campanha visam o combate da doença por meio de prevenção, testagem e vacinação, tendo em vista que são estratégias efetivas para evitar ou minimizar o risco de adoecimento da população”, explica Riviane Santana, coordenadora do CAAV.

Neste mês de julho, a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio do Centro de Atenção e Apoio à Vida (CAAV), ligado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), intensifica as ações de combate às hepatites virais, como parte da campanha Julho Amarelo, com o objetivo de aumentar a conscientização sobre a hepatite viral, uma inflamação do fígado que causa doença hepática grave e câncer hepatocelular. O dia 28 de julho é o Dia Mundial da Hepatite.

Existem cinco cepas principais do vírus da hepatite: A, B, C, D e E. As hepatites B e C são as mais comuns e resultam em 1,1 milhão de mortes e três milhões de novas infecções por ano. A transmissão das hepatites B e C pode ocorrer por via sanguínea, através de relações sexuais desprotegidas, compartilhamentos de seringas e objetos cortantes, e transmissão de mãe para bebê.

No CAAV é ofertado tratamento gratuito para as hepatites B e C, com a assistência de uma equipe de multiprofissionais, composta por técnicos de enfermagem, enfermeiro, médico hepatologista, psicólogo, odontólogo e equipe de farmácia. O CAAV fica localizado na Praça João Gonçalves, s/n, no centro de Vitória da Conquista, próximo à Prefeitura.

Ações do Julho Amarelo:

  • Intensificação de testagem em ações externas (respeitando os protocolos de prevenção da Covid-19);
  • 26 a 30 de julho – Semana Municipal de combate com testagem intensificada da população no estande em frente ao CAAV;
  • Realização de atividades educativas sobre as Hepatites em sala de espera e educação popular em saúde em grupos já existentes nas unidades de saúde de cada território;
  • Atualização da caderneta de vacinação da criança, atentando para a imunização contra Hepatite B, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde;
  • Imunização contra a hepatite A em crianças com 15 meses de idade até 4 anos 11 meses e 29 dias;
  • Estímulo da população à vacinação sem comprovação vacinal ou esquema incompleto, ressaltando que a imunização contra Hepatite B é indicada para todas as faixas etárias;
  • A imunização das mulheres em idade fértil, a fim de prevenir a transmissão vertical da Hepatite B;
  • Participação dos profissionais da rede em uma “Webinar” no dia 21/07 com o tema: “Recomendando o cuidado com as Hepatites Virais na era da Covid-19;
  • Avaliação da situação vacinal para hepatite B dos trabalhadores da saúde, com atualização da caderneta vacinal, quando necessário.