Neoenergia Coelba reforça manutenção com o uso de termovisores em drones

Com o uso da tecnologia, os carros da companhia percorreram aproximadamente 48 mil km neste ano

Aproximadamente 48 mil quilômetros. Essa é quantidade percorrida pelos veículos da Neoenergia Coelba equipados com câmeras de termovisão no primeiro semestre deste ano. Utilizado na área operacional da companhia, os termovisores verificam a temperatura dos cabos, conexões e transformadores da rede elétrica, identificando pontos de alteração que podem requerer intervenção ou monitoramento antes que os problemas aconteçam. Além dos veículos equipados com a tecnologia e as câmeras portáteis, a Neoenergia Coelba adquiriu recentemente a drones acoplados aos termovisores, o que permite inspecionar locais de difícil acesso e obter imagens com mais detalhes.

A tecnologia termográfica identifica a temperatura de cada objeto naquele momento. No caso do veículo com a câmera de termovisão, a rede é inspecionada à medida que o automóvel circula pelas ruas e avenidas. Somente em 2021, os veículos equipados com termovisão percorreram mais de sete mil quilômetros no  Centro e Oeste baiano, regiões com maior área percorrida. Dentro do veículo, o técnico visualiza tudo com um computador e duas telas. Uma mostra as imagens do local e a outra revela os pontos quentes.

“A elevação da temperatura acima de 60º pode ser um indicativo de que aquele equipamento necessita de uma intervenção imediata ou a programação de manutenção em curto espaço de tempo. Pontos de calor indicam um desgaste na estrutura da rede e é nesse momento que entra a manutenção preventiva, atuando antes que ocorra uma falta de energia”, afirma o superintendente técnico da Neoenergia Coelba, André Araújo.

A inspeção também pode ser feita a pé com as câmeras portáteis, em locais onde o carro não consegue chegar e, a partir de agora, a Neoenergia Coelba conta com os drones equipados com os termovisores. Assim, é possível se aproximar das estruturas mais altas da rede e obter imagens com detalhes, além de facilitar a inspeção em locais de difícil acesso. Os termovisores identificam exatamente onde está o problema, o que contribui no rendimento da equipe através do uso da tecnologia e a otimização da disponibilidade de energia para os clientes. Tudo é monitorado e interligado aos sistemas e compõem o plano anual de manutenção da Neoenergia Coelba, que é acompanhado semanalmente através de relatórios e indicadores de performance.

Além do uso dos termovisores, o plano preventivo de manutenção da distribuidora inclui inspeções visuais e a poda de árvores, que impede a interferência dos galhos na fiação. As atividades integram o planejamento anual da companhia que fiscaliza os alimentadores – conjunto que abrange postes, transformadores e cabos –, garantindo que eles funcionem adequadamente, além de realizar ações que ampliam a capacidade da rede, como a troca dos equipamentos. Aliado a isso, a Neoenergia Coelba  tem o controle de todos os seus postes, que podem ser geolocalizados de acordo com um código inscrito neles, facilitando trabalhos de manutenção ou reparos emergenciais. No último ano, mais de 131 mil km da rede de distribuição passaram por manutenção, distância equivalente a quatro viagens — ida e volta, de Salvador a China. Neste período, foram substituídos preventivamente 4.372 postes, um investimento de R$ 10,3 milhões.

Sobre a Neoenergia Coelba – A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia, empresa da Neoenergia, é a terceira maior distribuidora de energia elétrica do país em número de clientes e a sexta em volume de energia fornecida, sendo a maior do Norte-Nordeste. Presente em 415 dos 417 municípios baianos, a Neoenergia Coelba tem uma área de concessão de 563 mil quilômetros quadrados, com mais de 6 milhões de clientes (mais de 15 milhões de habitantes).