Oftalmologistas organizam mutirões para combater doença que pode levar à cegueira

Prevenção ao Diabetes

Feira de Santana, Vitória da Conquista e Itabuna reforçam a luta contra doença que pode levar a perda total ou parcial da visão e é evitável. Durante o mês de novembro, dezenas de ações nestes municípios servirão de plataforma para a prevenção, o diagnóstico e o tratamento precoces da retinopatia diabética. Essa doença, considerada uma das principais causas de cegueira evitável, será o mote de mutirões de atendimento, palestras e sensibilizações, num movimento de retomada desta busca ativa de casos nas comunidades em decorrência da queda nos indicadores de covid-19.

A articulação desse esforço está sob a responsabilidade de médicos e entidades locais, em parceria com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) que alerta: apesar dos números da pandemia apresentarem queda, todas as atividades serão conduzidas observando as orientações preconizadas pelas autoridades sanitárias. Isso quer dizer que serão evitadas aglomerações e estimulados os usos de máscaras e de álcool gel, entre outras medidas.

ABAIXO FIQUE ATENTO AS AÇÕES JÁ CONFIRMADAS NA SUA REGIÃO

Além das ações presenciais, o CBO também organiza no dia 21 de novembro um grande mutirão on-line com informações sobre a retinopatia diabética. O projeto “24h pelo diabetes” terá este ano sua segunda edição, garantindo aos interessados conteúdo de qualidade sobre a doença. Ao longo de uma maratona transmitida pelo YouTube, será possível acompanhar palestras, debates, entrevistas e reportagens. Também estão previstas sessões de teleorientação com o apoio de médicos oftalmologistas e de outras especialidades.

Para os oftalmologistas, as ações (presenciais e virtuais), que ocorrerão de forma descentralizada, são oportunidade de trazer à tona importantes questões que evidenciam o cuidado da saúde ocular, como etapa essencial no controle e tratamento do diabetes. No encontro com os moradores, será explicado que as altas taxas de glicemia no sangue podem trazer complicações para a visão e também ao coração, artérias, nervos e rins.

Como se trata de uma ação descentralizada, os estados e municípios que aderiram à iniciativa do CBO seguirão fluxos definidos pelos organizadores em nível local. Em alguns deles, as atividades já começaram para garantir que o acolhimento da demanda ocorra sob as regras de distanciamento social.

Na maioria dos serviços que participam deste esforço, os interessados terão acesso a exames para forma precoce a retinopatia diabética, além de outros problemas decorrentes do diabetes. Há iniciativas, que farão avaliações cardiológicas, nutricionais e testes laboratoriais, como glicemia, creatinina, hemoglobina glicada, colesterol, proteinúria e microalbuminúria. Tudo será oferecido de graça.

O diabetes é uma doença grave e silenciosa, o que exige a vigilância contínua por parte dos órgãos de saúde pública. A Federação Internacional de Diabetes (IDF, em inglês) vem ao longo dos anos estimulando debates e incentivando especialistas a se mobilizarem em torno dos cuidados desse problema que, em 2019, atingia 463 milhões de adultos ao redor do mundo, a maioria deles vivem em países de baixa e média renda, como é o caso do Brasil.

CALENDÁRIO DE ATIVIDADES EM VITÓRIA DA CONQUISTA

20/11 – Unidade do CEOQ. Durante todo o mês de novembro a população será atendida pelos residentes médicos e os casos graves serão triados para o Dia D (20/11/2021) com o atendimento pelos retinólogos. Mais informações através da central de marcação (77) 3262-3100, WhatsApp (77) 98102-6620 ou no perfil do Instagram @ceoq