PMVC

Últimos dias para ver a Exposição Arte Conquista em homenagem à Semana de 22

Valéria Vidigal, autora do cartaz da exposição, inspirado em obra de Di Cavalcanti, um dos participantes da Semana de 22

PMVC

Quem ainda não viu tem até a próxima segunda-feira, para visitar a Exposição Arte Conquista, no Memorial Casa Régis Pacheco. Promovida pela Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sectel), a mostra apresenta obras de 24 artistas da região, reunidos para homenagear o centenário da Semana da Arte Moderna, evento que marcou a arte e a cultura no Brasil, no período de 13 a 18 de fevereiro de 1922, no Teatro Municipal de São Paulo.

Um dos destaques da exposição conquistense, que começou no dia 18 de dezembro e foi o primeiro evento a comemorar os 100 anos da Semana de 22 realizado no Brasil, é a pluralidade de linguagens, incluindo desde artes plásticas, instalações e literatura a música.

A curadora do acervo, Pâmela Dias, diz que a pesquisa e seleção das obras foi realizada com a ajuda de cada artista, a fim de promover uma conexão entre elas, o tema e o público. “O grande desafio foi o de adaptar um espaço de memória da casa, também centenária, em uma galeria de arte. Foi uma responsabilidade enorme receber o convite de acomodar tantas obras, planejar os ambientes e cuidar da montagem da exposição em um prazo curto” destacou a curadora.

Entre os nomes das artes plásticas conquistenses presentes, a pintora Valéria Vidigal expõe quadros que remetem a trabalhos de Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Di Cavalcanti, assim como o poeta Manuel Bandeira. As telas emulam os traços dos artistas homenageados ao mesmo tempo que trazem a temática do café, um dos principais produtos da agricultura regional. “De maneira semelhante a Tarsila, também sou filha de produtor de café, que é uma cultura fortemente retratada nos meus quadros. Por isso decidi fazer estes quadros para esta exposição e homenagear um acontecimento tão importante quanto a Semana de 22”, explicou Valéria.

Domício com dois de seus quadros

Já o estilista e pintor Domício Campos expõe nas telas inspirações que surgiram no período de pandemia. “A ideia surgiu durante o período de isolamento, ocorrido no primeiro ano de pandemia, em que passei a maior parte dentro de casa. Decidi trazer para a pintura a percepção do impacto da doença na sociedade, ressaltados por traços e cores fortes”, disse.

O cordelista Ailton e o secretário Xangai

Um dos destaques é o escritor Ailton Dias representou, trouxe para a Exposição Arte Conquista a literatura de Cordel, expressão artística centenária de herança portuguesa e presente no folclore brasileiro. Em seus versos rimados, Ailton, que foi convidado pelo secretário Xangai, também retrata cenas do cotidiano e ressalta o zelo pela manutenção do estilo.

“É uma grande alegria para mim a secretaria de cultura ter dado a oportunidade de apresentar meu trabalho, que faço com grande carinho. Esta é uma exposição de grandes artistas e me sinto muito honrado em participar dela”, afirmou Ailton.

Mediante uso permanente e obrigatório de máscaras, a exposição permanece até o dia 28, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h, sendo que para grupos maiores as visitas devem ser pré-agendadas na Sectel pelo telefone: (77) 3422-8187.

Quem está na Exposição Arte Conquista

Aílton Rodrigues Dias | Alberto David | Alex Emmanuel | Allan de Kard | Cassiano | Geraldo Bope | Edméa Oliveira | J. C. D’Almeida | Jeremias Macário | João Marcos Oliveira | Lilian Morais | Liva Andrade | Marisa Fernandes | Mida Magnavita | Mozart Tanajura Júnior | Romeu Ferreira | Rosa Aurich | Silvio Jessé | Tina Rocha | Ualy Matos | Valéria Vidigal | Yamanu | Xangai

Na agenda nacional – Conforme divulgado pelo portal Agenda Tarsila, guia oficial da Semana criado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, a  exposição multilinguagem Arte Conquista foi inserida em sua programação oficial, sendo Vitória da Conquista a única cidade do Nordeste a participar de forma efetiva dos festejos ao modernismo.