Projeto Saúde em Todo Lugar realiza mais de 750 atendimentos em Cercadinho

Marca do governo municipal

A comitiva da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) percorreu cerca de 80 quilômetros (50 pela BR-116 e mais 30 por estradas vicinais) nesta quinta-feira (26), para levar à comunidade do distrito de Cercadinho a décima edição do Programa Saúde em Todo Lugar. E a avaliação ao final do evento foi de que, mais uma vez, as metas foram alcançadas, com quase seis mil atendimentos realizados. Com mais uma edição, o programa da SMS alcança cerca de cinco mil atendimento e se firma como uma marca do Governo Para Pessoas.

Texto e fotos: Secom PMVC.

Os atendimentos foram feitos em dois espaços – a Escola Municipal Rui Barbosa e a Unidade de Saúde da Família – e chegaram a 754 somando todas as modalidades oferecidas: exame preventivo, aferição de pressão arterial e glicemia capilar, exame de hemoglobina glicada, distribuição de medicamentos, vacinação de rotina e contra Covid-19, testes rápidos de detecção de HIV/sífilis, avaliação antropométrica, atualização do cartão SUS, acompanhamento do Auxílio Brasil e atividades educativas, além do Odontomóvel com vários serviços, a entrega de kits odontológicos e orientações de higiene oral.

“A gente percebe que, a cada edição, o projeto tem um número maior de pessoas. Isso significa que a nossa população quer saúde, e a gente vem fazer saúde para a nossa população. Nossa demanda reprimida está sendo atendida durante essas ações”, informou a secretária municipal de Saúde, Ramona Cerqueira.

A secretária Ramona Cerqueira explica à prefeita Sheila Lemos sobre a logística do programa

Saúde e benefícios

O jovem casal Jayane e Kaio Vargens (20 e 21 anos, respectivamente) levou o pequeno Theo, de nove meses, para fazer a pesagem e a verificação da altura – uma exigência semestral para que se mantenha atualizado o cadastro da família no programa federal Auxílio Brasil. Além de saber que o garoto já está pesando 8,9 kg e medindo 64 centímetros, eles ainda o levaram para uma consulta com o pediatra, já que, nos últimos dias, vinha apresentando alguns sintomas de gripe. “Vamos passar pelo pediatra para ver o que ele fala”, disse Jayane.

Segundo ela, isso seria bem mais difícil, se tivesse de ir até a sede do município. “Pela distância, seria um pouco complicado. Então, ter esse atendimento aqui é muito bom”, afirmou a estudante, que está num curso on-line de técnicas voltadas para a saúde.

Além da atualização de dados dos beneficiados pelo Auxílio Brasil, a pesagem das crianças serve a outros propósitos, como explicou a coordenadora de Vigilância Nutricional, Iasmin Lacerda: “Nós conseguimos identificar quadros de desnutrição e de obesidade. E, para as mães, há o benefício de saber sobre a saúde de seus filhos e, ao mesmo tempo, manter seus cadastros atualizados”.

Projeto interessante

Já a aposentada Lindaura França de Almeida, de 59 anos, aproveitou para tomar a terceira dose da vacina contra a Covid-19 e aferir a pressão arterial. Várias conhecidas dela também se beneficiaram, fazendo exames como mamografia, preventivo e verificação dos níveis de glicose – tudo isso sem ter de enfrentar a estrada. “Achamos tudo isso muito bom. É um desenvolvimento para o nosso distrito. Se nós fôssemos pagar por todos esses exames, seria muito dinheiro”, avaliou.

As vantagens de um projeto como o Saúde em Todo Lugar também foram observadas pela técnica de Enfermagem Cristiane Ferraz. Há 22 anos ela trabalha na região de Cercadinho, ao lado de um médico, uma enfermeira, um dentista, dez agentes comunitários de saúde e outra técnica como ela. A equipe é responsável por atender dez comunidades rurais, incluindo o distrito. “É um projeto interessante, porque são especialidades que não chegam para nós, no Posto de Saúde. Assim, as pessoas vêm, e podemos identificar, por exemplo, casos de diabetes e de outras doenças”, observou Cristiane.