PMVC

Sebrae e BNDES criam fundo para dar crédito para pequenos negócios

Acesso internet celular

Financiamentos devem impulsionar inicialmente cerca de R$ 4,5 bilhões

De acordo com o Banco Nacional Econômico e Social (BNDES) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) acabam de firmar uma adesão de cooperação técnica para a formação de um fundo confiável, voltado especificamente para operações de crédito que abrange microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. 

Esperando que diversas instituições financeiras trabalhem como parceiras da iniciativa. A perspectiva é que os financiamentos cresçam inicialmente cerca de R$ 4,5 bilhões, chegando a até R$ 15 bilhões.

PMVC

Uma das profissões mais antigas, mas com o crescimento do Drywall (gesso acartonado), alguns gesseiros também instalam Drywall, porém existem profissionais que fazem uma coisa ou outra. Essa profissão chegou no Brasil por volta dos anos 90.

Estes fundos garantidores estão sendo criados para diminuir o risco das operações de crédito das instituições financeiras. Nomeado pelo BNDES FGI Sebrae, este novo fundo ficará disponível em todo o Brasil a partir de dezembro de 2022. 

Conforme este acordo, BNDES e Sebrae irão iniciar, a princípio, R$ 150 milhões cada um. O valor pode ser aumentado para R$ 500 milhões. 

De acordo com os outros serviços. Microempreendedores individuais e empresários de micro e pequenas empresas receberam orientação do Sebrae, pelo programa Crédito Assistido. 

Esta iniciativa envolve liberação a diagnósticos, ferramentas digitais, conteúdos, capacitações e consultorias com o objetivo de diminuir os riscos do devedor e aumentar a sustentabilidade financeira dos negócios.

Já o BNDES estará disponibilizando suas plataformas de gestão para preparação do novo fundo. Trata-se de uma técnica totalmente digital utilizada por dezenas de instituições financeiras parceiras, sendo assim que já se viabilizou mais de R$ 100 bilhões nas operações de crédito.