fbpx

Município prorroga decreto de situação de emergência das arboviroses em Conquista

A Prefeitura de Vitoria da Conquista publicou, na edição do Diário Oficial do Município desta quinta-feira (25), o Decreto nº 23.098 que prorroga, por mais 30 dias, a situação de emergência em decorrência dos casos de arboviroses no município.

O decreto, que está em vigor desde 19 de fevereiro e segue até 18 de maio, foi instituído em razão do aumento no número de casos de dengue, zika e chikungunya. Até a última segunda-feira (22), foram registradas 30.784 notificações dessas arboviroses, com 8.853 casos confirmados de dengue, um de zika e 47 de chikungunya, e 10 óbitos confirmados pela Câmara Técnica do Estado da Bahia.

A prorrogação ocorre porque os registros nos pontos da rede de saúde de Vitória da Conquista ainda sinalizam um número expressivo de casos suspeitos de arboviroses.

Ações de combate e controle vetorial

Estão sendo programadas novas estratégias para o controle vetorial do mosquito no município e a intensificação do trabalho dos Agentes de Combate às Endemias, que retomaram a carga horária de 40h, desde 25 de março, e já realizaram mais de 10 mutirões de combate à dengue nas zonas urbana e rural com altos índices de infestação ou de notificações, em localidades como São João da Vitória, Patagônia, Ipanema, Conveima e José Gonçalves.

Na semana passada, os agentes também participaram de uma atualização para aperfeiçoamento dos processos de trabalho, que foi solicitada pelo município ao Núcleo Regional de Saúde do Sudoeste (NRS) da Sesab.

Além disso, a SMS enviou um novo ofício à Sesab, reiterando a necessidade do retorno do carro fumacê ao município diante do momento de alta infestação do mosquito em diversas áreas. Também foi solicitado o apoio do Exército Brasileiro e do Corpo de Bombeiros para colaboração nas ações de combate na zona urbana e rural. Os grupos de desbravadores se uniram também à luta e já iniciaram às ações no município.

Outras ações também estão sendo desenvolvidas diariamente, com mutirões de limpeza da Sesep, coleta de pneus, operação cata-bagulho, atividades educativas nas escolas, e os bloqueios e borrifações de inseticida UVB com bombas costais, nos locais com maior incidência de focos do mosquito.

Atendimento aos pacientes com suspeita de arboviroses

Na assistência às pessoas com sintomas suspeitos, mais de 14 mil atendimentos já foram prestados desde o dia 26 de fevereiro, quando foi implementado o horário especial em oito unidades de saúde e, posteriormente, todas as demais unidades passaram também a atender esses pacientes, exclusivamente, no turno vespertino.

As unidades sentinela Nova Cidade, Morada dos Pássaros, João Melo e Solange Hortélio, que estavam previstas para funcionar neste modelo somente até o dia 19 de abril, vão funcionar até o dia 18 de maio, no horário das 14h às 22h. Além disso, também será mantida, pelo mesmo período, a medida do atendimento exclusivo em todas as unidades no turno vespertino.

Essas medidas valerão pelos próximos 60 dias e o cenário poderá ser reavaliado, considerando a fase epidemiológica da propagação e a evolução dos casos no município.