fbpx

Bahia lança licitação para três novas policlínicas de saúde com o Novo PAC


Foto: Leonardo Rattes / Saúde Governo da Bahia

Em uma iniciativa pioneira no Brasil, a Bahia publicou a licitação para a construção de três novas policlínicas regionais de saúde, marcando o início das obras do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na área da saúde.

As novas unidades serão instaladas nos municípios de Camaçari, Itapetinga e Remanso, totalizando um investimento de aproximadamente R$ 119 milhões, sendo R$ 90 milhões do Governo Federal e R$ 29 milhões do Governo do Estado.

Foto: Leonardo Rattes / Saúde Governo da Bahia

O projeto das novas policlínicas traz melhorias significativas em relação ao modelo já existente no estado. As novas instalações contarão com 25 consultórios, incluindo dois especializados em otorrinolaringologia e dois em oftalmologia, além de quatro salas de ultrassom, dobrando a capacidade em comparação com as policlínicas atuais.

Outro diferencial é a inclusão de ambientes inexistentes nas unidades anteriores, como exames oftalmológicos separados dos consultórios, sala de eletroneuromiografia, ambulatório de estomias, sala de tratamento de feridas complexas, entre outros. O projeto também prevê a criação de um núcleo de violência contra a mulher, ampliando o escopo dos serviços oferecidos.

A Bahia já conta com 26 policlínicas em funcionamento, abrangendo 98,56% dos municípios baianos e atendendo a 80,90% da população do estado. Desde a inauguração das primeiras unidades, foram realizados mais de 6,6 milhões de atendimentos, entre consultas e exames. Com a construção das novas unidades, espera-se melhorar ainda mais a qualidade do atendimento e ampliar o acesso a serviços de média e alta complexidade.

A secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana, destaca que “o novo modelo das policlínicas visa aumentar a eficiência do sistema de saúde, garantindo a integralidade do cuidado e aumentando a satisfação dos usuários. As obras estão previstas para serem concluídas em 12 meses, com a expectativa de que as novas unidades comecem a operar já em 2025”, ressalta.

A titular da pasta estadual da saúde ainda complementa que “esta iniciativa é um marco na saúde pública da Bahia e reflete o compromisso do governo estadual com a melhoria contínua dos serviços de saúde, utilizando os recursos do Novo PAC para promover o bem-estar da população baiana”, avalia Santana.