fbpx

CAAV na campanha do Julho Amarelo reforça prevenção e diagnóstico das hepatites virais

O Centro de Atenção à Vida (Caav) está mobilizado em torno da campanha do Julho Amarelo, com intensificação das ações de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento das hepatites virais, uma infecção que atinge o fígado e, na maioria das vezes, cresce de forma silenciosa.

Ao longo desse mês, algumas ações programadas serão desenvolvidas pela equipe do Caav, buscando sensibilizar a comunidade para o tema, bem como qualificar os profissionais de saúde de alguns serviços para a suspeição e manejo clínico do paciente.

04/07 – Atividade de educação permanente com os profissionais de saúde do conjunto penal;

09/07 – Atividade de educação permanente com profissionais de saúde do presídio Nilton Gonçalves;

24/07 – Atividade de educação permanente (on-line) com os médicos da Atenção Básica;

22 a 26/07 – Semana de intensificação das ações no Caav, das 7h às 17h, com oferta de testagem rápida;

25/07 – Ação do projeto balada noturna com realização de coleta para sorologias das hepatites virais;

26/07 – Ação do projeto balada diurna com realização de testes rápidos de hepatites virais;

30/07 – Atividade de educação permanente com profissionais do Caps AD III e oferta de testes rápidos para detecção das hepatites virais para os usuários do serviço;

30/07 – Realização de testes rápidos de hepatites virais em pessoas vivendo em situação de rua.

Sobre as hepatites virais

Os vírus A, B e C são os responsáveis pela maior incidência de infecções por hepatites no país. Existem também, com menor frequência, o vírus da hepatite D (mais comum na região Norte do país) e o vírus da hepatite E, menos frequente no Brasil.

As hepatites B e C são transmitidas por relação sexual desprotegida; contato com sangue contaminado através do compartilhamento de seringas, agulhas, lâmina de barbear, alicate de unha e outros objetos perfuro-cortantes, transplantes de órgãos sólidos de doadores com a infecção pelo vírus, uso de drogas injetáveis, e de mãe para filho durante a gravidez.

Em Vitória da Conquista, o Caav é o serviço municipal de referência para o acompanhamento das pessoas com hepatites B e C. Até o mês de junho de 2024, foram notificados 79 casos suspeitos de hepatites virais no município, dos quais: 10 casos foram confirmados para hepatite B e 5 para hepatite C. No momento encontram-se em acompanhamento e tratamento medicamentoso no Caav, 60 pacientes com diagnóstico de hepatite B e quatro pacientes com diagnóstico de hepatite C. Também neste ano foi registrado um óbito com a causa básica sendo hepatite C.

O Caav fica localizado na Praça João Gonçalves, S/N, no Centro, próximo à Prefeitura. Entre os dias 22 a 26 de julho, um estande estará montado em frente ao serviço para quem se interessar em fazer o teste ou precisar de informações.